IBGE divulga nova alta na taxa de desemprego no país; confira as condições

Em meio a pandemia do novo coronavírus, o impacto econômico provocou uma série de mudanças sociais e também no dia a dia de milhares de brasileiros. O desemprego é um dos pontos que mais causa preocupação.

IBGE divulga nova alta na taxa de desemprego no país; confira as condições (Reprodução/Internet)
IBGE divulga nova alta na taxa de desemprego no país; confira as condições (Reprodução/Internet)

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil assumiu um patamar alto no número de desempregos.

Em números a taxa ficou em 12,6 por cento nos três meses até abril. Quando comparado ao último trimestre, de novembro a janeiro, a taxa representou uma alta de 1,3 ponto percentual. Com isto, população desempregada no país chega a 12,8 milhões de pessoas.

São o equivalente a 898 mil pessoas a mais que perderam seu emprego, representando um aumento de 7,5%. Já o número da população que deixou de procurar emprego é de 5 milhões de pessoas, sendo um record histórico, com o crescimento de 7,0% em relação ao trimestre anterior.

No setor privado os índices são preocupantes. O número de brasileiros com carteira de trabalho assinada caiu para 32,2 milhões de pessoas. O dado representa o menor índice já registrado na série histórica.

Ainda de acordo com o IBGE, no país a população de brasileiros que são trabalhadores informais é de 34,6 milhões, o menor da série, iniciada em 2016. Com isto, taxa da informalidade alcança o índice de 38,8% da população ocupada.

Sem vagas de emprego

Um dos reflexos da pandemia é a redução no número de vagas de emprego, como consequência há ainda um número maior de desempregados. Dados do Ministério da Economia divulgado nesta quarta-feira (27) pontuam que o número de vagas de emprego que foram fechadas foi uma das maiores em anos.

Em números, foram 1,1 milhão entre os meses de março e abril. Só em março, já no início da pandemia, foram fechadas 240.702 vagas formais no país. Já em abril, No mês, mais empresas fecharam o recrutamento de novos profissionais, totalizando 860.503 postos fechados.

O número não era registrado desde 1992, quando os dados começaram a ser coletados. Este cenário mostra a maior demissão registrada em 29 anos, com 1.459.099 postos de empregos sendo encerrados.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

IBGE divulga nova alta na taxa de desemprego no país; confira as condições

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA