Até quando posso me inscrever no auxílio emergencial e receber R$600?

Alguns brasileiros ainda não se inscreveram para receber o auxílio emergencial, mas o que a maioria não sabe é que essa inscrição ainda pode ser realizada. Saiba aqui como fazê-la.

Até quando posso me inscrever no auxílio emergencial?
Até quando posso me inscrever no auxílio emergencial? (Foto: Google)

O auxílio emergencial é uma ação do governo que foi colocada em prática para amenizar os impactos da pandemia causada pelo coronavírus. 

O benefício pagará R$600 pelo período de três meses, para os trabalhadores informais, inscritos ou não no Cadastro Único, e para os inscritos no programa Bolsa Família.

A inscrição para poder receber pode ser feita até o dia 2 de julho deste ano, porém é necessário se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Ser maior de 18 anos de idade;
  • Não ter emprego formal ativo;
  • Não ser agente público;
  • Ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (ou seja, R$ 522,50) ou a renda familiar mensal total de até três salários mínimos (ou seja, até R$ 3135,00);
  • Não ter recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Como me cadastrar?

Aqueles que estavam inscritos no Cadastro Único até o dia 20 de março ou recebem o benefício do Bolsa Família, não precisam fazer essa inscrição, pois o dinheiro já é depositado automaticamente, se tiver direito. 

Para os demais casos, como o MEI, cidadão desempregado e aquele que trabalha na informalidade, será preciso fazer o seu cadastro. A primeira opção é pelo site do auxílio emergencial, informando os dados pessoais e familiares.

A outra alternativa é baixar o aplicativo do auxílio na Play Store ou Apple Store, após isso informe o seu CPF, data de nascimento, nome da mãe e telefone. 

Após isso, abrirá outra tela para que você forneça mais informações, depois disso, o seus dados serão analisados pelo Dataprev e assim fornecerá uma reposta.

Como receber o auxílio emergencial?

No momento de inscrição a Caixa Econômica permite que o usuário informe seus dados bancários, desde o banco, agência e conta poupança ou corrente. A primeira parcela caí direto nessa conta. Quem não tem vínculo com nenhuma instituição bancária, terá a criação de uma poupança digital gerada automaticamente.

A conta criada pela Caixa é gratuita e isenta de cobrança de tarifas de manutenção, e poderá ser movimentada por meio do aplicativo Caixa TEM.

Os trabalhadores incluídos no Cadastro Único até o dia 20 de março que tinham direito ao auxílio que não tiverem conta identificada terão aberta automaticamente pela Caixa a conta poupança social digital. 

Aqueles que receberem o crédito do auxílio por meio da conta digital podem efetuar transferências ilimitadas entre contas da Caixa, ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias. 

Além disso, podem pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras. E gerar o cartão virtual no próprio aplicativo do Caixa TEM para fazer compras online. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA