Auxílio emergencial: 9,7 milhões ainda aguardam aprovação da Caixa

Milhares de brasileiros seguem sem acesso ao auxílio emergencial. Nessa semana, a Caixa Econômica Federal divulgou um balanço onde mostra que há mais de 9,7 milhões de pedidos do coronavoucher em análise. De acordo com o banco, desse total, 4,9 milhões ainda seguem para a primeira análise e 4,8 milhões ainda estão sujeitos a correções dos dados. Os números são equivalentes as solicitações realizadas nos últimos dias pelo app ou site da instituição.  

Auxílio emergencial: 9,7 milhões ainda aguardam aprovação da Caixa (Imagem: Reprodução - Google)
Auxílio emergencial: 9,7 milhões ainda aguardam aprovação da Caixa (Imagem: Reprodução – Google)

Ainda conforme o relatório divulgado, até agora já foram registrados mais de 101,2 milhões de pedidos para ter acesso aos R$ 600. Os cadastramentos começaram a ser realizados no começo do mês de abril e contabilizaram 59 milhões de aprovações e 42,2 milhões de recusas. Nesse momento, a Caixa informou que há liberações feitas para 55 milhões de cadastrados aprovados 

Reclamações sobre filas na hora do pagamento 

Questionado sobre quais medidas a Caixa adotaria para evitar aglomerações em suas agências, nos dias dos pagamentos, o presidente Pedro Guimarães informou que a instituição adotou novas regras para a aplicação do calendário. De acordo com ele, a divisão do cronograma em três grupos evitará que a população esteja reunida nos bancos.  

“Nós temos muita confiança que os pagamentos serão realizados com tranquilidade, sem filas, da mesma maneira que estão sendo feitas agora. Esperamos, sim, agências com mais movimento do que na semana que passou e na próxima semana, mas sem ser nada comparável àquilo que a gente viu há três semana atrás, quando de fato tivemos dois ou três dias de agências muito cheias”, afirmou o presidente da Caixa.  

Pagamento da segunda rodada do auxílio emergencial 

O pagamento da nova parcela do auxílio começou a ser feito na última semana. Para evitar que a população se desloque até as unidades da Caixa, o banco mudou a forma da liberação que agora é feita exclusivamente por meio da poupança digital.  

De acordo com Guimarães a decisão inviabilizará a lotação nas agências, sem deixar de permitir que a população seja contemplada. Os beneficiários contarão com um cartão de débito virtual, onde poderão pagar boletos e fazer compras online.  

O gestor afirmou ainda que, nesse calendário, serão contempladas cerca de 2,5 milhões de pessoas por dia. “Esse é um valor muito grande, mas que a Caixa Econômica Federal hoje consegue pagar com uma certa tranquilidade.” 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.