INSS: Em 1 mês pedidos de auxílio doença têm alta impressionante

Durante o período da pandemia causada pelo coronavírus, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) viu o número de pedidos de auxílio doença disparar. De acordo com o órgão, as solicitações passaram de 100 mil para cerca de 500 mil, no período de um mês. 

INSS: Em 1 mês pedidos de auxílio doença têm alta impressionante
INSS: Em 1 mês pedidos de auxílio doença têm alta impressionante (Foto: FDR)

Desde o ano de 2018, o INSS não registrava uma fila tão grande para a concessão do benefício. 

No mês de março, quando se iniciou a pandemia, o prazo médio para a realização de perícia era de pelo menos 15 dias. 

Após o avanço do coronavírus pelo país, a perícia não está mais sendo realizada de forma presencial e o tempo médio de análise também cresceu no mês de abril. Porém não foi informada a estimativa de prazo de espera.

Com o fechamento das agências na quarentena, o órgão mudou o processo para a solicitação do auxílio doença.

Agora, este é realizado totalmente online no site Meu INSS, ou no aplicativo. Com a apresentação de um laudo ou atestado médico junto que possam comprovar a solicitação do benefício. 

Apesar do anúncio sobre a mudança ter sido feito no mês de abril, a concessão do auxílio está se iniciando neste mês, pois o órgão ainda estava adaptando a sistemática de concessão. 

O atestado médico enviado para pedir o benefício, precisa cumprir as regras de:

  • Estar legível e sem rasuras;
  • Conter a assinatura do profissional emitente e o carimbo de identificação, com seu registro do conselho de classe;
  • Ter as informações sobre a doença ou o Código Internacional da Doença (CID);
  • Conter o prazo estimado de repouso necessário.

Todos os estados apresentados serão submetidos a uma análise preliminar pela Perícia Médica Federal da Secretaria de Previdência. 

Como enviar o atestado pelo aplicativo Meu INSS

1) Acesse o Meu INSS, pelo gov.br/meuinss ou pelo aplicativo e selecione a opção “Agendar Perícia”.

2) Selecione a opção “Perícia Inicial” e, em seguida, clique em “Selecionar”.

3) Na pergunta “Você possui atestado médico”, selecione “SIM” e clique em continuar.

4) Preencha as informações pedidas e clique em “Avançar”.

5) Em “Anexos”, clique no sinal + para inserir o documento.

6) Na tela que se abre, clique em “Anexar”.

7) Agora basta selecionar o documento (seu atestado médico) que você quer anexar, clicar em “Abrir” e, em seguida, em “Enviar”.

8) Depois, selecione a agência do INSS desejada e clique em “Avançar”.

OBS: Essa será a agência onde o benefício será mantido. O INSS ressalta que o atendimento nas agências está suspenso temporariamente.

9) Marque a opção “Declaro que li e concordo com as informações acima” e clique em “Avançar”.

10) Se desejar, clique em “Gerar Comprovante” para que você o salve em seu computador ou celular.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.