Contemplados em consórcio farão saque completo da cota NESTA condição

Nessa semana, o Banco Central informou que as pessoas que estão em grupos de consórcio poderão solicitar os saques completos de seus financiamentos. A medida funcionará até o dia 31 de dezembro e poderá ser solicitada por todos aqueles que desejam comprar um imóvel ou arrecadar fundos para lidar com a crise financeira.  

Contemplados em consórcio podem fazer saque completo da cota NESTA condição (Imagem: Reprodução - Google)
Contemplados em consórcio podem fazer saque completo da cota NESTA condição (Imagem: Reprodução – Google)

Para poder ter acesso ao valor, o cidadão presará ter quitados suas obrigações com o grupo administrador do consócio, ou seja, ele deverá ter quitado toda a quantia estipulada por sua cota. Desse modo, com o dinheiro já em mãos da empresa fornecedora, poderá ter acesso ao valor estimado em seu financiamento.  

De acordo com o Banco Central, a medida é mais uma das ações inclusas no pacote de contenção da crise econômica gerada pelo coronavírus. A instituição alegou que, com o valor liberado, a população deverá injetar mais dinheiro na economia nacional, fazendo com que o PIB se desenvolva.  

Avaliação do mercado sobre a mudança no consórcio 

Para os fornecedores desse serviço, a ação será benéfica e proporcionará uma maior rotatividade ao mercado. Márcio Kogut, CEO da Myconfintech de consórcio, explica que o cenário é propício para a amplificação dos consórcios e que caberá ao setor aproveitar a oportunidade que beneficiará ambos os lados.  

Hoje a estimativa é que existam 34 bilhões de reais em crédito de pessoas já contempladas com a carta que não retiraram o dinheiro porque não precisavam comprar um bem.  Muitas usam a modalidade como alavancagem financeira. Isso porque o consórcio dá rentabilidade maior do que a poupança, pois é corrigido pelo IPCA e IGPM. Entre eles há quem tenha pago 50%, 80% do consórcio. Agora, eles vão poder dar lance para pagar o restante porque sabem que vão receber dinheiro.”  

Kogut explica que, para aqueles que pagaram mais de 50% da cota, o investimento será ainda maior, tendo em vista que o retorno financeiro ficará equivalente ao valor investido.  

“Por exemplo, para alguém que já pagou 50.000 reais de uma cota de 100.000 reais, a administradora permite usar até 30% do crédito como lance de quitação. Ou seja, poderá usar 30.000 reais. Precisará então tirar 20.000 reais do bolso para pagar o lance. Se for contemplado, vai receber 70% do valor para usar no que for necessário. A administradora vai retirar os 30.000 reais do valor.” 

Além de amplificar o valor da liberação, o BC mudou também os prazos para a formulação dos grupos de consórcio, que agora passará a ser de 180 dias

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Contemplados em consórcio farão saque completo da cota NESTA condição

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA