publicidade

Fim do mês de abril chega, mas os prazos para o envio da declaração do Imposto de Renda são prorrogados. Os contribuintes que precisarem prestar conta ao leão devem ficar atentos. Com a crise do Covid-19, Receita Federal alterou a data de envio do IRFP 2020. De acordo com o novo cronograma, a população terá até o dia 30 de junho para poder organizar e finalizar a papelada.  

Atenção! IRPF 2020 não será entregue essa semana; veja novo prazo (Imagem: Reprodução - Google)
Atenção! IRPF 2020 não será entregue essa semana; veja novo prazo (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

A decisão foi anunciada no começo desse mês, logo após a Receita receber uma série de solicitações para que um novo calendário ocorresse. Entre as justificativas para acatar a proposta, o órgão defendeu que, com a necessidade do isolamento social e fechamento de serviços como cartórios, etc, os contribuintes teriam dificuldades para validar os documentos necessários e terem acessos aos seus informes de renda.  

Além disso, o secretário da RF, José Tostes Netos, defendeu que era uma medida para minimizar os impactos da crise econômica. De acordo com ele, a população terá um tempo maior para poder levantar recursos e repassar os valores ao governo federal.  

Datas das restituições 

No entanto, apesar de ter a data da declaração alterada, os prazos para recebimento das restituições seguem os mesmos. Quanto a esse cronograma, a Receita informou que não haverá alterações e que os pagamentos começarão a ser feitos ainda em maio. Esse ano, a liberação acontecerá ainda mais cedo que nas demais edições, onde a finalização ocorria no último trimestre do ano.  

“Nos anos anteriores, começava em junho e ia até dezembro. Neste ano, já havíamos antecipado para maio e terminando em setembro. Vamos manter esse cronograma previsto inicialmente, mesmo com a prorrogação dos prazos de entrega”, explicou Tostes Neto.  

Receberá primeiro os valores aqueles que enviaram as declarações assim que se iniciou o prazo (1 de abril). Quanto mais cedo o envio, mais rápido acontecerá a devolução do IRPF. No entanto, é válido ressaltar que tem todos os contribuintes têm direito ao pagamento, apenas aqueles que se enquadram nos valores de renda estipulados pela Receita.  

Calendário das restituições do IRPF 2020 

  • 1º lote: 29 de maio de 2020 
  • 2º lote: 30 de junho de 2020 
  • 3º lote: 31 de julho de 2020 
  • 4º lote: 31 de agosto de 2020 
  • 5º lote: 30 de setembro de 2020 

Segundo a Receita Federal, o valor total das restituições do primeiro lote será de aproximadamente R$ 2 bilhões. Nesse primeiro momento, a prioridade será de idosos, pessoas com deficiência e portadores de doenças graves. 

 

COMENTÁRIOS

Maria Eduarda Andrade, mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.