Auxílio de R$600: Confira AQUI se está na lista de quem pode receber!

O auxílio emergencial do governo já está em vigor e com novidades importantes. Além das já contempladas, foram incluídas novas categorias de trabalhadores aptos a receber o auxílio de R$600. Alem destas novas categorias, mães adolescentes foram incluídas e os pais solteiros passam a receber o valor do auxílio dobrado.

Auxílio de R$600: Confira AQUI se está na lista de quem pode receber!
‘Auxílio de R$600: Confira AQUI se está na lista de quem pode receber! (Montagem FDR)

Algumas das categorias de trabalho já estavam incluídas no texto que instituiu o auxílio no dia 2 de abril, e agora foram confirmadas. Isso porque houve demandas das entidades que representam as profissões, que apontaram dificuldades para acessar o benefício.

Leia Mais: Ainda não recebeu auxílio emergencial de R$600? Veja quais os motivos do bloqueio

Devido a alteração do texto que trata do auxílio, ele volta para o Senado, e depois segue para a aprovação do presidente Jair Bolsonaro. O novo texto não altera nenhuma regra para o acesso ao auxílio.

Outra mudança importante é que a partir de agora, mães adolescentes estão aptas a receber o benefício e os pais solteiros passam a ter direito a cota dupla resultando no valor de R$1.200. Este valor dobrado só estava disponível para mulheres.

Categorias inclusas no auxílio emergencial

  • Pescadores profissionais e artesanais e os aquicultores
  • Agricultores familiares
  • Arrendatários, extrativistas, silvicultores, beneficiários dos programas de crédito-fundiário, assentados da reforma agrária, quilombolas e demais povos e comunidades tradicionais
  • Técnicos agrícolas
  • Trabalhadores das artes e da cultura, entre eles, os autores e artistas, de qualquer área, setor ou linguagem artística, incluindo intérpretes e executantes, e os técnicos em espetáculos de diversões
  • Cooperados ou associados em cooperativa ou associação de catadores de materiais recicláveis
  • Taxistas e mototaxistas
  • Motoristas de aplicativo
  • Motoristas de transporte escolar, trabalhadores do transporte de passageiros regular, microempresários de vans e ônibus escolares
  • Caminhoneiros
  • Entregadores de aplicativo
  • Diaristas
    Agentes de turismo e guias de turismo
  • Seringueiros
  • Mineiros
  • Garimpeiros definidos como aqueles que, individualmente ou em forma associativa, atuem diretamente no processo da extração de substâncias minerais garimpáveis
  • Ministros de confissão religiosa e profissionais assemelhados
  • Profissionais autônomos da educação física e trabalhadores do esporte, entre eles os atletas, paratletas, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, árbitros e auxiliares de arbitragem, de qualquer modalidade, incluindo aqueles trabalhadores envolvidos na realização das competições Barraqueiros de praia, ambulantes, feirantes, camelôs e baianas de acarajé
  • Garçons
  • Marisqueiros e catadores de caranguejos
  • Artesãos e expositores em feiras de artesanato
  • Cuidadores e babás
  • Manicures, pedicures, cabeleireiros, barbeiros, esteticistas e demais profissionais da beleza
  • Empreendedores independentes de vendas diretas
  • Vendedor de pipoca que trabalhava em frente à escola, vendedor de cachorro quente que ficava na frente da igreja
  • Vendedores de marketing multinível e vendedores porta a porta
  • Sócios de pessoas jurídicas inativas, dispensada a apresentação da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS)
  • Produtores em regime de economia solidária

CPF regular não é mais regra

A regra que exigia o CPF regular, provocou uma infinidade de filas pelo Brasil em frente a agências da Receita, Caixa, Correios e Banco do Brasil de pessoas em em busca da regularização, o que contraria as recomendações de especialistas em saúde diante da pandemia do novo coronavírus.

Leia Mais: Empregados domésticos são atingidos com nova decisão do governo!

Depois da votação, que aprovou o texto-base do auxílio de R$600, os deputados votaram nos destaques. Entre eles, estava a que desobrigava que para receber o auxílio o CPF precisava estar regular.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA