Quarentena em São Paulo volta gradativamente com MUDANÇAS importantes

Após quase 2 meses de quarentena causada pelo coronavírus, o governador de São Paulo João Doria, anunciou o inicio da reabertura do comércio que será feita de forma gradual a partir de 11 de maio. Este retorno acontece por etapas, levando em consideração as condições de cada região do estado.

Quarentena em São Paulo volta gradativamente com MUDANÇAS importantes
Quarentena em São Paulo volta gradativamente com MUDANÇAS importantes ( Foto: Google)

Detalhes mais consistentes de quais estabelecimentos podem voltar a operar serão divulgados no dia 8 de maio.

Plano São Paulo foi o nome dado a esta estratégia de reabertura da economia após a quarentena. Para determinar de que forma o comércio volta a operar, serão consideradas a situação de cada região ou cidade do estado.

“Nós não estamos anunciando que no dia 11 de maio nós não teremos nenhuma quarentena. Teremos o Plano São Paulo, flexível, amparado sempre na ciência, na medicina, nas questões regionais, em dados analíticos e também na economia”, disse Dória.

Cada local receberá uma classificação que leva em conta de que forma a doença está evoluindo e serão três níveis de risco: zona vermelha, zona amarela e zona verde, que consideram a gravidade local.

Todos os dias, os leitos vagos nos hospitais de cada local será monitorado. Desta forma são definidos o quanto o isolamento pode ser afrouxado.

“Lembrando que hoje nós temos todas as regiões entre a vermelha e a amarela. Para estar na zona verde, nos precisamos alcançar um baixo número de casos, baixa ocupação de leitos de UTI, testes disponíveis para sintomáticos e suspeitos, e protocolos setoriais implementados”, disse Patrícia Ellen, secretaria do Desenvolvimento Econômico.

José Germann, o secretário estadual da Saúde, disse que as diferenças implantadas em cada região é importante, pois o país e o estado são heterogêneos e possuem características diferentes. Por conta disso, a regionalização é importante para avalia-las em seu momento atual.

A quarentena começou no dia 24 de março nos 645 municípios do estado. Até a última terça (21), São Paulo registrava 1.037 mortes pelo coronavírus e mais de 14 mil casos confirmados.

A taxa de isolamento em São Paulo atingiu 57% e Dória agradeceu a compreensão da população. Ele reafirmou a importância de se permanecer em casa e que taxas de isolamento acima de 50% continuam sendo o ideal.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.