Banco do Brasil divulga número de créditos autorizados durante a quarentena

Em meio a liberações emergenciais ocasionadas pelo Covid-19, Banco do Brasil contabiliza o número de créditos já injetados na economia e apresenta um valor de R$ 83,8 bilhões. Os dados foram levantados pela própria instituição que vem auxiliando em benefícios como o coronavoucher de R$ 600. De acordo com a marca, somente entre 16 de março e 15 de abril, já foram aprovados R$ 44,3 bilhões em créditos novos e prorrogados R$ 39,5 bilhões em empréstimos para pessoas físicas e empresas.  

publicidade
Banco do Brasil divulga número de créditos autorizados durante a quarentena (Imagem: Reprodução - Google)
Banco do Brasil divulga número de créditos autorizados durante a quarentena (Imagem: Reprodução – Google)

Ao anunciar tais estatísticas, o BB informou também que pretende aumentar os números ainda nesse primeiro semestre. Com a crise do Covid, o banco deseja liberar mais de 1,1 milhão de parcelas de 436 mil operações de crédito por prazo que variou de 60 dias, para empresas, a 180 dias para pessoas físicas.

O serviço irá contemplar cerca de 321 mil clientes. Para essas operações o custo será em média de R$ 39,5 bilhões, sendo R$ 31,9 bilhões para empresas e R$ 7,6 bilhões para pessoas físicas. 

publicidade

Novos créditos no Banco do Brasil 

Para quem solicitou novos recursos, o BB investiu mais de R$ 9,99 bilhões, sendo a maioria deles destinados ao crédito consignado. A instituição ampliou também o tempo de carência de 60 a 190 dias nos prazos de vencimento das primeiras parcelas, além de aumentar em até 96 meses a quitação total do financiamento.  

Auxílio emergencial 

No que diz respeito ao coronavoucher, o banco investiu mais de R$ 476 milhões, somente nessas primeiras duas semanas de pagamento. Foram contemplados mais de 709 mil clientes, que deverão fazer parte da folha orçamentária pelos próximos meses, tendo em vista que o benefício foi divido em três parcelas.  

Novas negociações  

Além disso, a instituição também está negociando outros 47 convênios para a realização de pagamentos de benefícios sociais. Se as propostas forem validadas, a rede deverá investir mais de R$ 1 bilhão para custear cerca de 4 milhões de novos auxílios 

Somente nos pagamentos do INSS, já foram liberados mais de R$ 9 bilhões, para cerca de 6,7 milhões de aposentados e pensionistas. Há ainda valores referentes ao Pasep, que deverá retirar cerca de R$ 488 milhões para 506 mil trabalhadores. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!