Valor da primeira parcela do 13° do INSS é divulgado; confira!

Previdência anuncia datas e valores da primeira parcela do 13° do INSS para aposentados e pensionistas. De acordo com o órgão, os pagamentos acontecerão a partir desta sexta-feira (24) e serão destinados, no primeiro momento, para aqueles com uma renda máxima de até um salário mínimo. O valor enviado corresponderá a 50% dos recebimentos ofertados nas pensões e aposentadorias e não passará por cortes ou reajustes federais.  

Valor da primeira parcela do 13° do INSS é divulgado; confira! (Imagem: Reprodução - Google)
Valor da primeira parcela do 13° do INSS é divulgado; confira! (Imagem: Reprodução – Google)

Inicialmente, os pagamentos do décimo terceiro estavam previstos para o segundo semestre deste ano. No entanto, com a crise ocasionada pelo Covid-19, o governo federal decidiu antecipar o calendário.

Desse modo, todos os segurados receberão a primeira parcela no mês de abril, junto com o auxílio correspondente a data. Já a segunda parcela, foi remarcada para o mês de maio 

Têm direito ao pagamento todos aqueles aposentados e pensionistas que estejam registrados no INSS, recebendo benefícios como aposentadoria, pensão, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão.  

Primeira parcela do 13° do INSS

O valor corresponderá aos 50% pagos nas pensões e aposentadorias. Isso significa que, um beneficiário que recebe R$ 1.045 terá uma parcela de R$ 522 mais o valor tradicional do seu salário.

Já para quem recebe R$ 3.000 o pagamento será de R$ 1.500. Para ter certeza da quantia, basta dividir o valor do benefício por 2. Os depósitos serão enviados juntamente com o auxílio do mês de abril.  

Para quem ganha até um salário mínimo (R$ 1.045 em 2020)  

  • Final 1: 24/4  
  • Final 2: 27/4  
  • Final 3: 28/4  
  • Final 4: 29/4  
  • Final 5: 30/4  
  • Final 6: 4/5  
  • Final 7: 5/5  
  • Final 8: 6/5  
  • Final 9: 7/5  
  • Final 0: 8/5 

Para quem ganha acima de um salário mínimo (mais de R$ 1.045)  

  • Finais 1 e 6: 4/5  
  • Finais 2 e 7: 5/5  
  • Finais 3 e 8: 6/5  
  • Finais 4 e 9: 7/5  
  • Finais 5 e 0: 8/5 

Segunda parcela  

Nesse caso, o cálculo será diferente. No segundo momento do envio, o governo irá descontar as taxações do imposto de renda. Para quem não tiver tarifas federais, a quantia permanecerá sendo a mesma recebida inicialmente.

Já para aqueles com dívidas tributarias, haverá reajustes a depender da situação de cada beneficiário. Para esse grupo, o pagamento acontecerá em maio.  

Leia também: Aprenda a pedir seguro desemprego após demissão motivada pela crise 

Para quem ganha até um salário mínimo (R$ 1.045 em 2020)  

  • Final 1: 25/5  
  • Final 2: 26/5  
  • Final 3: 27/5  
  • Final 4: 28/5  
  • Final 5: 29/5  
  • Final 6: 1º/6  
  • Final 7: 2/6  
  • Final 8: 3/6  
  • Final 9: 4/6  
  • Final 0: 5/6 

Para quem ganha acima de um salário mínimo (mais de R$ 1.045)  

  • Finais 1 e 6: 1º/6  
  • Finais 2 e 7: 2/6  
  • Finais 3 e 8: 3/6  
  • Finais 4 e 9: 4/6  
  • Finais 5 e 0: 5/6 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA