IRPF: ESTES documentos devem ser guardados para a declaração de 2021

Uma das obrigações anuais de milhares de brasileiros é realizar a declaração do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF). Mas, entre os pontos mais importantes neste processo é detalhar os documentos necessários para o procedimento.

IRPF: ESTES documentos devem ser guardados para a declaração de 2021 (Reprodução/Pixabay)
IRPF: ESTES documentos devem ser guardados para a declaração de 2021 (Reprodução/Pixabay)

A Receita Federal orienta os contribuintes a realizarem de forma antecipada a organização da documentação. Sendo assim, durante todo o ano é importante já separar a documentação.

Leia Também: Contribuintes podem ter restituição do IRPF a RECEBER já deste ano

Especialistas detalham que orientação atual é usar o período da quarentena para organizar a documentação e já se organizar antecipadamente, em uma pasta física ou digital para o IRPF 2021. Assim, quando chegar o momento, tudo estará pronto para uma nova declaração.

A lista de documentos é extensa, sendo necessário destacar vários gastos durante todo o ano. Um dos mais importantes, que já podem ser separados a medida que as despesas vão acontecendo são estes descritos por especialistas:

  • Pagamentos de Planos de saúde
  • Recibos de Hospitais
  • Exames laboratoriais
  • Compra e venda de automóveis
  • Imóveis
  • Parcelas de empréstimos
  • Mensalidades Escolares

É destacar que algum desses da lista estão suscetíveis à dedução no IRPF. Neste ponto não entram despesas reembolsadas pelos planos de saúde. Por isso, ter a documentação de forma completa é importante.

Já em relação aos bancos e instituições financeiras, é necessário apresentar a documentação. Mas isto não é motivo de preocupação por hora, tendo em vista que tudo é entregue de forma online e rápida. Porém, é necessário acompanhar transações pontuais.

Leia Também: Atenção! Finaliza hoje prazo para quitar IPTU Maceió com desconto de 30%

No estrato, deverá ter o saldo em conta, tanto corrente quanto de poupança, e os investimentos. Compradores de ações também devem apresentar documentação – sendo este um ponto de alerta.

Ainda é necessário separar documentos de compra e venda de bens, prestações e mensalidade de escola, cursos de graduação e etc – nos quais são sujeitos a deduções e papéis de doações, consórcios, empréstimos e heranças.

Se antecipar na separação dos documentos pode evitar que o mesmo caia na malha fina e seja um dos primeiros beneficiados caso haja alguma restituição, ou seja, receberá logo nos primeiros lotes. Com esta preocupação na separação, número de erros tende a diminuir.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA