publicidade

Em meio as incertezas financeiras perante a pandemia do novo coronavírus, todo dinheiro extra é bem-vindo. Os contribuintes que já realizaram a entrega da declaração do Imposto de Renda 2020, precisam se atentar se estão nos lotes de restituição do IRPF 2020. Para saber se está incluído, deve fazer a consulta no site da Receita.

Veja se tem direito a restituição do IRPF 2020 AQUI!
Veja se tem direito a restituição do IRPF 2020 AQUI! (Foto: Google)
publicidade

O montante a ser recebido é de R$3 bilhões, que será pago para cerca de 2 milhões de contribuintes.

Leia Mais: Aprovado! Estados e municípios receberão R$89,6 bilhões para usar na crise

Para saber se sua declaração já foi liberada, é preciso entrar na página da Receita pela internet, ou utilizar o aplicativo Pessoa Física. O atendimento por telefone também está disponível pelo número 146 (ReceitaFone).

Como receber a restituição do IRPF 2020

O pagamento da restituição é realizado pela Receita Federal automaticamente na conta que foi informada pelo contribuinte ao enviar a Declaração do Imposto de Renda. O valor vai ficar a disposição para saque no banco no período de um ano.

Caso o saque não seja realizado neste prazo, o contribuinte terá que fazer um pedido de pagamento por um formulário eletrônico na Receita.

Se acontecer do contribuinte constar no lote, mas não receber o dinheiro é necessário ir a uma agência do Banco do Brasil.

Caso prefira, o contribuinte pode ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Independente do canal escolhido, o contribuinte poderá agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Leia Mais: Inscrição no CadÚnico garantiu que 70% recebessem auxílio de R$600

Importante lembrar que o prazo final para a entrega da Declaração do Imposto de Renda 2020 foi ampliado e agora termina em 30 de junho.

Quem vai receber a restituição?

Recebem a restituição todos os contribuintes que inseriram gastos dedutíveis, isto é, gastos que geram descontos no valor final do imposto.

A Receita faz a primeira cobrança com base nos ganhos que foram informados pelo contribuinte, aplicando uma alíquota variável. Depois, analisa cada um dos documentos e se constar gastos com saúde, educação e doações, pode dar descontos ao cidadão.

São nesses descontos que a restituição do IRPF 2020 é paga. Para ter certeza de que se enquadra nos requisitos e qual valor vai receber, será preciso seguir o passo a passo de consulta informado.

Neste ano serão pagos cinco lotes, com início no mês de maio e término em setembro. Dando prioridade para quem entregou a declaração antecipadamente.

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.