Uber vai pagar auxílio emergencial para motoristas (veja quem poderá receber)

A Uber anunciou novas medidas para ajudar seus motoristas durante a crise causada pelo coronavírus. Em uma carta assinada pela Claudia Woods, que é a diretora-geral da empresa no Brasil, a companhia afirma que haverá cobertura da política de assistência financeira para os motoristas parceiros, e que vai reembolsar álcool gel, máscaras e luvas.

Uber garante auxílio emergencial para motoristas no grupo de risco do Covid-19
Uber garante auxílio emergencial para motoristas no grupo de risco do Covid-19 (Imagem:Reprodução/Google)

Em 24 de março, a Uber anunciou que iria oferecer assistência financeira pelo período de 14 dias para os motoristas e entregadores que estavam sendo diagnosticados com o coronavírus, ou que tenham a quarentena solicitada por um médico. 

Leia também: Covid-19: Uber promete auxílio financeiro aos motoristas infectado

Agora, a empresa está ampliando o plano aos motoristas do grupo de risco. De acordo com o comunicado, idosos e pessoas com condições de saúde pré-existentes, como  diabetes, bronquite e outras doenças respiratórias, poderão solicitar a assistência apresentando atestado médico. 

O valor pago pela Uber será baseado na média diária de ganhos do parceiro nos três meses anteriores ao dia 6 de março. 

Se o motorista tiver utilizando o aplicativo por um período menor, a média será baseada nos ganhos desde a primeira viagem até o dia 6 de março de 2020.

A empresa anunciou que os parceiros poderão utilizar o serviço de orientação médica à distância do Hospital Israelita Albert Einstein. 

Esse é chamado de Einstein Conecta, o serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, com orientações passadas por videoconferência. O recurso pode ser usado pagando um valor adicional pelo pacote Vale Saúde Sempre. 

O Vale oferece descontos em consultas médicas em rede de atendimento privada e mais de 3.000 tipos de exames laboratoriais e de imagens. 

O programa também concede 20% de descontos em medicamentos nas farmácias credenciadas. 

É tradicional o programa cobrar uma anuidade de 358,80 reais por ano por trabalhador vinculado a rede, mas segundo a empresa os motoristas parceiros da Uber não vão precisar pagar nada.

Wood afirma que, como o cenário atual continua dinâmico, mais detalhes sobre as novas políticas serão anunciados no aplicativo da empresa ao longo da semana. A diretora também agradeceu aos motoristas que estão trabalhando e ajudando “a manter o que é essencial em movimento”.

Leia também: Auxílio merenda: Veja como os estados estão compensando falta de alimentação escolar

No serviço de delivery, Uber Eats, as novidades também foram anunciadas por causa da crise. No dia 8, a empresa lançou uma nova plataforma para facilitar as entregas de refeições para funcionários que estejam trabalhando no escritório ou em casa.

As novas funcionalidades incluem a utilização de cartões corporativos e a realização de pedidos por meio de um perfil da empresa. A solução será implementada em mais de 20 países neste ano, começando por Brasil, Canadá, França e Reino Unido.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA