Bradesco anuncia crédito de R$10 milhões para médias empresas

A partir de hoje (6), o Bradesco começou a oferecer crédito à folha de pagamentos para empresas que faturam até R$10 milhões por ano. A operação pode ser feita por meio da medida provisória 944, que cria o Programa Emergencial de Suporte ao Emprego, editada anteontem. 

Bradesco anuncia crédito de R$10 milhões para médias empresas
Bradesco anuncia crédito de R$10 milhões para médias empresas (Imagem:Reprodução/Google)

A MP tem como objetivo garantir a sobrevivência das empresas que mais empregam no país e, com isso, preservar milhões de postos de trabalho durante a crise.

Leia também: Cartão virtual Bradesco mais seguro e diferenciais exclusivos 

O Bradesco tem uma linha de crédito com capacidade de atender até 1 milhão de trabalhadores. Empresas com créditos pré-aprovado poderão acessar a modalidade nos canais digitais, Net Empresa ou Net Celular Empresa.

Já os demais clientes podem acessar o crédito na agência ou no telefone e os recursos serão liberados nos canais digitais.

As empresas terão 36 meses para pagar, são seis meses de carência. A taxa de juros  será de 3,75% ao ano. 

De acordo com o que foi anunciado pelo governo, a linha de financiamento de folhas de pagamento terá um total de R$40 bilhões, divididos em dois meses. O Tesouro deve arcar com 85% dos recursos e também da inadimplência, e os bancos irão bancar o restante. 

O solicitante poderá financiar até duas folhas de pagamento desde que o valor seja limitado a dois salários mínimos por funcionário.

Uma norma que foi imposta para proteger o emprego é que a companhia que fizer uso da linha de crédito não poderá demitir o funcionário sem justa causa pelo período de 60 dias. O prazo começa a contar a partir da contratação do produto. 

O banco já vai começar a operar a linha, ainda que dependa da aprovação do Conselho Monetário Nacional (CMN) e de circular do Banco Central. 

Leia também: FGTS de R$1 mil é o novo plano do governo contra o Covid-19

O BNDES irá repassar os recursos às instituições participantes, que serão responsáveis pelo crédito aos clientes.

Durante a crise financeira causada com a Covid-19, o governo federal tem buscado medidas que minimizem os impactos para os brasileiros. Tanto o empregador como o funcionário vão sentir as dificuldades, mas o objetivo é diminuir os salários ao invés de desligar o empregado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA