Em meio a crise, restituição do IRPF pode ser antecipada (e ser $ a mais no orçamento); saiba como

Muitas pessoas estão precisando de um dinheiro extra em meio a imprevisível pandemia que mudou totalmente a rotina da população. Um meio de se conseguir um dinheirinho a mais é antecipando o pagamento da restituição do IRPF 2020. A exigência inicial é já ter enviado a declaração este ano.

Restituição do IRPF pode ser antecipada durante a crise! Veja como
Restituição do IRPF pode ser antecipada durante a crise! Veja como (Foto: Google)

Antecipar o pagamento da restituição é uma uma boa opção, pois as linhas ofertadas pelos bancos podem ser interessantes contando com taxas de juro menores se comparadas ao cheque especial e ao rotativo do cartão de crédito.

Leia Mais: Auxílio emergencial vai alcançar novas categorias de trabalho; confira lista!

As maiores instituições bancárias do país como Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander, ofertam taxa de juros entre 1,69% a 1,90% ao mês. O único banco que não deu informações sobre as taxas de juros nesta linha de crédito foi a Caixa.

Para ter acesso ao dinheiro é preciso ser correntista de um destes bancos, ter o valor do crédito aprovado e receber o valor da restituição pelo banco no qual será tomado o empréstimo. Isto é, ter informado esses dados na declaração.

Seguindo este procedimento, o banco tem a garantia de que irá receber o dinheiro e assim consegue trabalhar com menores taxas de juros.

Ao antecipar a restituição, os bancos costumam solicitar o recibo de entrega da declaração como forma de comprovar que o contribuinte informou sua conta no banco para receber o dinheiro.

O cidadão pode consultar o saldo da restituição do IRPF 2020 antes de mandar dos dados à Receita Federal. Depois de preenchimento do documento, o programa gerador da declaração irá fazer o cálculo de forma automática e vai mostra se o contribuinte terá imposto a pagar ou a restituir.

Fique atento, pois além das taxas de juros cobradas no adiantamento da restituição, é preciso verificar o Custo Efetivo Total (CET) do crédito, que engloba as taxas e outros encargos cobrados pelo banco.

Leia Mais: Bom Prato amplia atendimento com novas refeições à R$1

Gostou da dica? Então entre em contato com seu banco para tirar possíveis dúvidas que surgirem e para obter mais informações de acordo com cada instituição financeira.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA