Coronavírus segue modificando datas de pagamento em todo o território nacional. Na última terça-feira (31), a prefeitura de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, anunciou que irá prorrogar o prazo do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU 2020). A prestação de contas que deveria ocorrer nos próximos dias, foi remarcado para 10 de julho. Os contribuintes têm acesso aos carnês por meio do site do município e podem quitar o débito online, pelo aplicativos das instituições financeiras.

IPTU 2020 de Campos dos Goytacazes foi prorrogado! Veja nova data (Imagem: Reprodução - Google)
IPTU 2020 de Campos dos Goytacazes foi prorrogado! Veja nova data (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Segundo os gestores, a ação levou em consideração a atual crise econômica que está afetando todo o país. Além disso, de acordo com a prefeitura, os moradores não devem se sujeitar ao risco de estarem saindo de casa para ir até as agências bancárias.

Novos prazos do IPTU 2020

Além de modificar a data do IPTU 2020, a região também terá mais prazo para pagar o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza – FIXO (ISSQN-fixo). O vencimento, marcado para o dia 18 de março, foi adiado para o fim deste mês, especificamente no dia 30.

Leia também: IPTU 2020: cidades de Santa Catarina adaptam pagamento na crise

O pagamento dos documentos de arrecadação deverá ocorrer de forma parcelada, com datas marcadas para 10 de julho e 10 de agosto.

“É a segunda vez que prorrogamos esses pagamentos e tomamos essa decisão para resguardar a saúde da nossa população. Evitar que, nesse momento em que o isolamento social é o recomendável, o contribuinte tenha que sair à rua para efetuar esse pagamento”, declarou o prefeito Rafael Diniz.

Os cidadãos ganharão mais tempo também para quitar a Certidão Negativa de Débito (CND) ou Certidão Positiva com Efeitos de Negativa (CPEN). Para esses pagamentos, o vencimento que aconteceria entre 18 março e 30 de abril, terão mais 30 dias cada.

Leia também: Dólar aponta para crise com casas de câmbio em desespero

Foram cancelados também, temporariamente, a aplicação de novas cobranças administrativas, o encaminhamento de Certidões da Dívida Ativa para protestos em cartórios e a instauração de procedimentos de exclusão de parcelamentos vigentes. Tais taxações ficarão suspensas pelos próximos 90 dias.

Com as ações, a gestão municipal espera que os habitantes consigam acumular recursos para enfrentar os principais meses da crise gerada pelo Covid-19. De acordo com o prefeito, a principal prioridade nesse momento é manter o funcionamento dos serviços básicos de segurança e saúde pública.

COMENTÁRIOS

Maria Eduarda Andrade, mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.