Coronavírus: governo de Santa Catarina recua e mantém quarentena

O estado de Santa Catarina estava planejando a retomada de suas atividades após ter que tomar atitudes para conter o avanço do coronavírus. A partir dessa quarta-feira (1), seriam autorizados a volta dos serviços autônomos, domésticos e aqueles prestados por profissionais liberais. No entanto, a administração estadual recuou, e manteve o período de quarentena

Coronavírus: governo de Santa Catarina anuncia fim parcial da quarentena
Coronavírus: governo de Santa Catarina anuncia fim parcial da quarentena (Imagem:Reprodução/Google)

Na semana passada, o governador Comandante Moisés (PSL), comunicou que seria liberado parcialmente o funcionamento de academias, shoppings, bares, restaurantes e comércio em geral, a partir do dia 1° de abril. Levando em consideração que os empresários deveriam seguir algumas recomendações. 

Leia também: Coronavírus: SUS vai receber R$2 bilhões para melhorar atendimento

Uma dessas determinações era a entrada de pessoas com até 50% da capacidade do local e respeitando à distância mínima de 1,5 metros entre os clientes.

Juntamente com os demais, retomariam parcialmente os seus serviços, o setor hoteleiro, construção civil, os escritórios de prestação de serviços, os centros de distribuição e depósitos.

A orientação do governo é que seja priorizado o afastamento, sem prejuízo de salário, aos empregados pertencentes do grupo de risco e o trabalho remoto para os setores administrativos. 

A partir desta segunda-feira (30), foi liberado apenas o funcionamento das agências bancárias, lotéricas e cooperativas de crédito para as pessoas que precisam realizar serviços presenciais nos bancos. Mas, com horário reduzido a depender de cada instituição.

O governador Moisés, se reuniu neste domingo (29) com os prefeitos dos municípios e achou mais viável permanecer em quarentena. 

Por tanto, continua proibida a circulação e a entrada de veículos de transporte interestadual e internacional de passageiros, público ou privado em Santa Catarina.

Todos os estados do país estão seguindo a recomendação do Ministério da Saúde de respeitar a quarentena, período que é necessário ficar em casa para não disseminar o vírus. 

Outros serviços suspensos com o coronavírus

  • Prova de Vida do INSS

Os aposentados e pensionistas do Instituto, são obrigados a ir anualmente ao banco em que recebem o seu pagamento para provarem que estão vivos. 

Porém, pelo fato de serem o grupo de risco, os segurados foram liberados de realizar essa burocracia pelo período de 120 dias, ou seja, quatro meses

A regra não se aplica para o recadastramento de aposentados, pensionista ou anistiado político, no qual o benefício esteja suspenso na data de publicação da Instrução.

  • Perícia Médica 

A perícia médica também foi suspensa pelo mesmo período de 120 dias. Essa suspensão não irá afetar o pagamento dos benefícios que precisam dessa comprovação para continuarem a ser pagos. 

Leia também: IPTU Maceió 2020 ganha nova data de vencimento

O processo é utilizado para comprovar a necessidade em receber os benefícios. Mas, foi interrompido por conta de ser realizado pessoalmente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA