Sebrae cria manual online de como sobreviver à crise financeira

A instabilidade econômica causada pela pandemia do coronavírus anda preocupando grande parte das pessoas, em especial aos donos de pequenos negócios. Procurando uma forma de ajudar esses pequenos empresários o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) lançou um guia de gestão financeira.

Sebrae cria manual online de como sobreviver à crise financeira
Sebrae cria manual online de como sobreviver à crise financeira (Imagem: Reprodução/Google)

Este guia vem com informações de como se fazer um controle financeiro mais rigoroso diante das dificuldades no atual cenário de crise. E pode ser acessado no site do Sebrae.

Leia Mais: Covid-19 muda prazo de pagamento dos tributos do Simples Nacional

A medida que o coronavírus avança pelo país, os pequenos negócios sofrem com a menor produção, redução no número de clientes e consequentemente queda no faturamento.

O guia trabalha exatamente nestes pontos com dicas para acelerar o “enfrentamento do problema, facilitando assim a retomada da agenda de desenvolvimento da economia”.

Uma das dicas é a de se fazer uma previsão das despesas para um período de dois ou até três meses. Observar e constatar os tipos de despesa e evitar qualquer gasto que não esteja entre as prioridades da empresa.

É extremante importante também fazer uma negociação das dívidas mais altas do negócio, e um acordo com as redes bancárias em busca de maiores prazos para quitação dos compromissos ou dívidas.

Os segmentos mais atingidos pela crise da pandemia irão receber uma atenção especial do Sebrae com informações especais de prevenção e orientações gerenciais e financeiras.

A assessoria de imprensa informou que “O Sebrae também pretende atuar junto aos entes públicos para negociar a prorrogação do prazo para pagamento de tributos, ampliação da garantia de operações de crédito e liberação de linhas de crédito especiais para mitigar os efeitos negativos da pandemia sobre os negócios”.

O causador desta pandemia é o coronavírus. O grande alvo dessa doença são os idosos, portadores de doenças crônicas e respiratórias.

Leia Mais: Compras online são alternativa na quarentena, mas precisam de cuidado

A grande preocupação é com o contágio do Covid-19 que se espalha facilmente entre as pessoas, por meio do aperto de mão, abraço e contato físico.

Por conta disso, o Brasil foi convidado a entrar em quarentena, se resguardando em casa. A consequência é a falta de consumidor nas empresas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA