Juros do crédito consignado do INSS são alterados e vão te surpreender

Em meio a uma imensidão de notícias ruins devido a pandemia do coronavirus, algumas informações vêm para amenizar este cenário. O Conselho da Previdência Social, após uma reunião anunciou uma medida que reduz a taxa de juros do crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS. Saindo de 2,08% para 1,80%, enquanto a taxa para os cartões de crédito passa de 3% para 2,70%.

Juros do crédito consignado são alterados e vão te surpreender
Juros do crédito consignado são alterados e vão te surpreender (Foto: Google)

Bruno Bianco, secretário especial de Previdência e Trabalho disse que “a projeção é que essas medidas injetem R$ 25 bilhões na economia. A população brasileira, especialmente a parcela mais vulnerável, precisará acessar crédito mais facilmente e com melhor taxa de juros”.

Leia Mais: Empréstimo e isenção de conta de energia: uma resposta para crise do coronavírus?

Também foi decido na reunião realizada com outros dirigentes da Secretaria de Presidência e Trabalho, do INSS, da Febraban e também com representantes de bancos e sindicatos, a ampliação do prazo máximo para as operações de 72 para 84 meses.

De início, a proposta consistia em 1,80% para consignado, 2,60% para cartões de crédito e 84 meses de prazo máximo das operações.

A diferença que acabou acontecendo no valor final determinado para a taxa do cartão de crédito (2,70%) considerou a padronização do spread (diferença entre o valor do custo do dinheiro e do valor final repassado aos consumidores) aplicado ao consignado, de 0,28.

O último ajuste realizado nas taxas de juros do crédito consignado do INSS aconteceu em setembro de 2017, mês em que a tarifa mensal do empréstimo consignado foi de 2,14% para 2,08% e do cartão de crédito passou de 3,6% para 3%.

Leia Mais: Confira os concursos públicos adiados por conta do novo coronavírus

A pesquisa realizada pelo ABBC (Associação Brasileira de Bancos), apontou que 65% dos clientes do crédito consignado do INSS, precisam do dinheiro do empréstimo para pagar dívidas altas, como por exemplo, do cheque especial. Com 21% ficas as pessoas que usam o empréstimo para realizar exames e comprar remédios.

Além dessa medida, o governo também antecipou as duas parcelas do 13° salário do INSS. Os pagamentos que aconteceriam em agosto e dezembro, passaram para abril e maio.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.