ANÚNCIO

PONTOS CHAVES

  • Confederação Nacional da Indústria (CNI) pede prorrogação no IRPF 2020 
  • Organizações sugere um prazo de 90 dias
  • Receita Federal diz que irá avaliar a proposta
  • Restituições podem ser adiadas 

Sindicados e confederações seguem pedindo prorrogação de prazo para a entrega das declarações do Imposto de Renda (IR 2020). Mediante a expansão do coronavírus e a paralisação de atividades em todo o território nacional, órgãos solicitam um adiamento de 90 dias para com as obrigações do IRPF. Nessa quarta-feira (25), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, retomou ao assunto, pressionando a Receita Federal.

IR 2020: CNI insiste em novo prazo para entrega das declarações (Imagem: Reprodução - Google)
IR 2020: CNI insiste em novo prazo para entrega das declarações (Imagem: Reprodução – Google)
ANÚNCIO

Segundo ele, trata-se de uma medida extraordinária em período de crise e calamidade pública. Para defender a proposta, afirma que milhares de brasileiros estão impossibilitados de recolher seus documentos e demais papeladas necessárias para poder gerar a declaração.

Leia também: Comércio pede socorro com prorrogação do IRPF e adiantamento do FGTS

Justificativas para a prorrogação

Aqueles que estão ao seu favor, alegam que a ação deverá ser realizada para não pôr em risco a vida dos contribuintes, que não devem sair de suas casas para resolver tais burocracias. Além disso, relembram que diversos serviços, como bancos, cartórios e mais, estão de portas fechadas e sem previsão de reabertura.

O assunto vem sendo debatido desde a última semana. No entanto, a Receita Federal segue mantendo o prazo inicial, no qual encerra os envios das declarações do IR 2020 no dia 30 de abril.

Questionada pelo portal G1, a RF alegou que está ciente da situação e avaliará os pedidos. “Entretanto ainda não há definição quanto a prorrogação do prazo de entrega das declarações de IR“, disse por nota.

Demais solicitações

Além do CNI, demais entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional) estão reforçando o pedido. Todos alegam as mesmas justificativas e dizem que o tempo de 90 dias é o necessário para que a economia se estabilize.

Leia também: CRAS permanecerão abertos à pedido do ministro Onyx

Restituição do IR 2020

É válido ressaltar que, a ordem de pagamento das restituições é definido de acordo com o calendário das declarações. Isso significa que, quanto mais cedo os tributos forem repassados, antes ocorrerá a antecipação dos valores.

Caso o prazo das declarações seja prorrogado, espera-se também que as restituições sejam adiadas. Até então, se seguir o calendário já divulgado, os recursos passarão a ser devolvidos entre os meses de maio até setembro.

 

Maria Eduarda Andrade, mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.