ANÚNCIO

Nesta quarta-feira (25), começou a realização dos pagamentos de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem até um salário mínimo, ou seja, R$1.045 e possuem o cartão com final número 1. O depósito é referente ao mês de março.

Calendário do INSS começa pagamento de março com novo horário dos bancos
INSS começa pagamento de março com novo horário dos bancos (Imagem: Montagem/FDR)
ANÚNCIO

O pagamento para o grupo com o número final 2, começa nesta quinta-feira (26). E assim, sucessivamente, cada dia útil corresponde a um final de benefício. O calendário vai seguir até o dia 7 de abril.

Leia Também: 13° salário do INSS incluí salário maternidade, auxílio doença e mais

Para aqueles que recebem acima do piso nacional, o pagamento começa no dia 1° de abril. A diferença é que nesse caso são pagos dois grupos por dia, combinando final número 1 e 6, 2 e 7, 3 e 8, 4 e 9, 5 e 0.

Os bancos que realizam o pagamento dos benefícios, junto com a Previdência Social, pedem que os segurados usem cada vez mais os canais digitais, ou seja, sites e aplicativos para realizar movimentações em suas contas. 

Isso para que sejam reduzidas as aglomerações nas agências devido a proliferação da pandemia causada pelo coronavírus. 

“Recomendamos aos beneficiários que priorizem o uso do cartão para compras e pagamento de contas, e evitem ir às agências bancárias, especialmente nos dias de pagamento dos benefícios, que começam a ser liberados no dia 25″, informou a Secretaria de Previdência Social.

Além disso, o órgão acrescentou que cerca de 65% dos aposentados e pensionistas têm conta-corrente ou poupança nos bancos onde recebem aposentadorias e pensões, com o cartão de movimentação de conta. 

Os outros beneficiários têm cartão magnético de beneficiário. A recomendação é usar a função débito do cartão para as compras e demais serviços, deixando o saque para último caso. Isso evita ficar aguardando na fila dos bancos próximo a outras pessoas. 

“Estes mesmos cartões podem ser usados para o uso nos estabelecimentos comerciais que suportam o momento atual, especialmente farmácias e supermercados”, completou.

Calendário de pagamento

Tabela de pagamento INSS terá início nos próximos dias
Imagem: INSS

Horários dos bancos

Os bancos estão abrindo as agências mais cedo para atender os idosos que precisam, ou, preferem receber o seu pagamento em espécie. 

Confira como está funcionando cada rede:

Bradesco

Nos dias de pagamento do INSS, as agências abrem com duas horas de antecedência, às 8h. Após o calendário de pagamentos, os idosos terão atendimento exclusivo a partir das 9h.

Itaú

Os idosos terão acesso exclusivo nas agências das 9h às 10h.

Santander

O banco decidiu fechar algumas agências nas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e São Paulo. As que estão funcionando, só podem entrar de 10 a 20 pessoas por vez, dependendo do tamanho da agência.

As que possuem maior concentração de aposentados e pensionistas do INSS podem funcionar em um horário exclusivo para atender esses clientes, das 9h às 10h.

Caixa Econômica Federal

O banco está abrindo suas unidades às 9h para o atendimento exclusivo aos idosos e pessoas com doenças graves.

Banco do Brasil

O banco está abrindo as agências uma hora mais cedo, às 9h, para atender esse público.

Também foi decidido abrir algumas salas de atendimento de agências com grande fluxo das 6h às 22h. As pessoas, no entanto, deverão respeitar a distância de dois metros umas das outras.

Leia Também: Covid-19: aluguel dos lojistas de shoppings está suspenso!

Para os demais clientes, os bancos pedem que utilizem canais digitais de atendimento, mas se for necessário comparecer a um agência o horário de atendimento é das 10h às 14h. Mantendo dois metros de distância na fila.

Prova de vida do INSS

Os aposentados e pensionistas do INSS não precisam ir até os bancos para realizar a prova de vida, o processo está temporariamente suspenso por conta da pandemia. Essa medida vale por 120 dias. Os benefícios não serão cancelados. 

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas, formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes, atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.