ANÚNCIO

Mediante a atual situação em que o país se encontra, com diversas lojas fechadas para barrar a propagação do novo Covid-19 pelo país, os shoppings diminuíram drasticamente suas visitas. Os lojistas têm medidas anunciadas para beneficiá-los neste momento de crise.

Covid-19: aluguel dos lojistas de shoppings está suspenso! (Reprodução/Internet)
Covid-19: aluguel dos lojistas de shoppings está suspenso! (Imagem: Reprodução/Internet)
ANÚNCIO

Com isto, os lojistas que atuam em shoppings de todo o Brasil que precisaram fechar as portas mediante medidas de contenção do vírus irão ficar isentos na hora de realizar o pagamento do aluguel enquanto os centros estiverem fechados.

Leia Também: Com shoppings fechados, volume de possíveis demissões assusta

A decisão foi tomada após negociações entre a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) e a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Com isto, a medida favorecerá especialmente os pequenos empresários.

Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, destacou que neste momento é necessário realizar a integração e união entre diversas áreas. “Nossa compreensão é que, enquanto você tem as lojas fechadas, não tem cabimento fazer uma cobrança”, pontua.

Mesmo com com a decisão, ainda será discutido com os lojistas o pagamento do mês de março. De acordo com a Abrasce, esta é uma argumentação que deverá ser feita com a administração do shopping em questão.

Ainda destaca-se que alguns grupos de shoppings estão abrindo mão de realizar a cobrança do aluguel.

Durante a discussão, presidente da Alshop destacou que é necessário neste momento entender que algumas ações que forem abusivas devem ser entendidas e compreendidas. E caberá ao bom senso de cada um dos profissionais.

Leia Também: Regras trabalhistas foram alteradas com MP do governo Bolsonaro

Já em relação as despesas de condomínio, o presidente destaca que cada shopping tem um caso diferenciado. E nos pontos ligados a fundo de promoção, desconto que varia entre 70% e 100%. Para a cobrança do condomínio, será mantido o rateio das despesas.

A Alshop criou um canal de atendimento por e-mail (contato@alshop.com.br) para esclarecer dúvidas dos lojistas, com o suporte de profissionais de diversas áreas.

De acordo com a Abrasce foi definida também a não cobrança do fundo de promoção quando possível. E quando não for cabível, o valor deverá ser reduzido ao mínimo necessário já comprometido anteriormente às recomendações de fechamento.

O presidente disse que outras decisões como essas, “e outras de caráter emergencial e sem renúncia de direitos de parte a parte”, podem vir a ser tomadas para o enfrentamento do atual momento de pandemia no Brasil.

Glauco Humai acredita que as considerações apresentadas podem contribuir para os debates internos de cada empreendedor, no sentido de encontrar suas próprias soluções.

Do total de lojas em shoppings, 70% são pequenas empresas “e não têm a mínima condição de pagar enquanto os empreendimentos estiverem fechados”. Atualmente são 577 shoppings em operação no país registrados pela Abrasce.

Juntos representam 502 milhões de visitantes a cada mês, com um total de 105.592 lojas e faturamento da ordem de R$ 192,8 bilhões. Duas entidades respondem juntas por mais de 3 milhões de empregos.

Juan Gouveia, formado em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É redator do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, direitos trabalhistas e finanças diariamente.