ANÚNCIO

Devido a grande crise causada pela pandemia do coronavírus, a Petrobras informou que irá diminuir em 15% o preço médio da gasolina em suas refinarias a partir de hoje (25). Já o valor do diesel permanece o mesmo.

Gasolina caí 15% nas refinarias a partir de hoje (25)
Gasolina caí 15% nas refinarias a partir de hoje (25) (Foto: Google)
ANÚNCIO

Essa diminuição acontece em meio a uma acentuada queda nos preços de petróleo e seus derivados, devido ao enorme impacto trazido pela pandemia do coronavírus. A guerra de preço entre os grandes produtores globais da commodity também contribuÍ para esta diminuição.

Leia Mais: Coronavírus: conheça todas os incentivos econômicos criados pelo governo

A queda acumulada de gasolina da Petrobras, já considerando esse novo corte, resulta em cerca de 40% neste ano, segundo informações da petroleira e dos cálculos da Reuters. A Petrobras é responsável por praticamente toda a capacidade de refino no Brasil.

Na ultima semana, o valor da gasolina já havia sofrido uma redução de 12%. Falando sobre o Diesel, neste ano, o combustível acumulou uma recuada de aproximadamente 30%, até o momento.

Em 2020, cerca de 60% dos preços do petróleo Brent caíram, e estão sendo negociados desde ontem (24) a cerca de US$ 27 por barril.

Isto acontece pela queda na demanda ocasionada pelo coronavírus e o grande aumento de oferta que foi causada pela Rússia e Arábia Saudita que não conseguiram chegar a um acordo que pudesse reduzir a produção.

Thadeu Silva, chefe da área de óleo e gás da consultoria INTL FCStone, disse a Reuters que a queda da gasolina no mercado internacional foi muito mais intensa do que a comunicada pelo Petrobras aos seus clientes. Esse movimento mostra uma certa cautela da companhia, que não tem como projetar como ficará o mercado nos próximos dias.

“Tem ainda uma quantia boa represada de reajuste que dá para fazer, eu acho que a Petrobras vem adotando uma estratégia de suavizar o movimento, porque ela não sabe se o preço ‘rebota’ daqui a dois dias, o mercado está muito volátil”, afirmou Silva.

Leia Mais: Trégua! Bolsa fecha em alta e dólar chega a R$5,082

A diminuição dos preços dos combustíveis nas refinarias não acontece de forma imediata para os consumidores que vão aos postos. A redução depende de uma série de fatores, como estoques, impostos, entre outros.

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.