Coronavírus: Declaração do IR 2020 pode sofrer adiamento de 1 mês

O coronavírus continua alterando o dia a dia da população brasileira. Diante disso, o sindicado dos auditores fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional) encaminhou um ofício a José Barroso Tostes Neto, secretário da Receita Federal, no qual recomenda que o prazo para a entrega da declaração do IR 2020 seja ampliado em um mês.

IR 2020 pode ser adiado por 1 mês com pedido oficial
IR 2020 pode ser adiado por 1 mês com pedido oficial (Foto: Google)

O prazo original termina no dia 30 de abril. Com a ampliação, a data limite ficaria para o dia 31 de maio. O sindicato também propõe que seja priorizado a análise dos processos de restituição, para que tudo seja concluído no final de agosto.

O calendário original previa o final das restituições para setembro. Para finalizar, também é pedido pelo sindicato que sejam adiados todos os pagamentos de impostos previstos até o fim do mês de abril.

Leia Mais: Cade inicia operação para fiscalizar preço dos produtos de prevenção ao coronavírus

O Sindicado disse em nota que “O Sindifisco entende que as dificuldades causadas no sistema de saúde do país pelo previsto alastramento do Covid-19 impactam o cumprimento da obrigação tributária por todos os contribuintes em menor ou maior grau”.

Em uma avaliação do Sindfisco, o recente estado de calamidade pública causada pela pandemia do coronavírus, vai obrigar a Receita Federal a reduzir de forma intensa os atendimentos.

A justificativas é que os contribuintes que contam com a ajuda de contadores terão dificuldade em entrar em contato com os mesmos. Bem como, em reunir todos os documentos para preencher a declaração do IR 2020.

Ganham destaque, os profissionais que atuam no setor da saúde e segurança pública que estão demandando atenção nesse momento, e que podem perder o prazo inicial.

Por se tratar de um momento atípico, o sindicato ressalta que a medida é excepcional e não acreditam que os adiamentos podem prejudicar as contas públicas, pois se trata de uma prorrogação de 30 dias, sem mudanças nos tributos que serão pagos ou restituído aos contribuintes.

Leia Mais: Coronavírus: entenda mudanças nas regras do INSS, após surto

A Receita ainda não respondeu aos pedidos do sindicato. Por conta disso, até o momento, permanece o prazo de 30 de abril para o envio da declaração do IR 2020.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA