Imposto de Renda 2020: 5,8 milhões já foram entregues

Nesta quinta-feira (19), a Receita Federal informou que já recebeu mais de 5,877 milhões de declarações de Imposto de Renda até as 17 horas. Esse número é o equivalente a cerca de 18% das 32 milhões de declarações que são esperadas pelo órgão até o dia 30 de abril. O prazo para envio começou em 2 de março. 

Imposto de Renda 2020: 5,8 milhões já foram entregues
Imposto de Renda 2020: 5,8 milhões já foram entregues (Imagem:Montagem/FDR)

O sistema que a Receita Federal utiliza para receber as declarações funciona 20 horas por dia, ficando indisponível somente na madrugada entre 1 hora e 5 horas.

Leia Também: Declaração do IR 2020 será repensada com nova data de entrega

O contribuinte que não entregar a declaração ou declarar fora do prazo terá de pagar uma multa de, no mínimo, R$165,74. O valor máximo será de até 20% do imposto devido. 

Neste ano, serão obrigados a declarar aqueles que ganharam mais de R$28.559,70 no ano passado, entre salário, aposentadoria e aluguel.

Também vale para quem ganhou mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano, como indenização trabalhista ou rendimento de poupança, ou teve ganho com a venda de bens.

São inclusos o contribuinte comprou ou vendeu ações na Bolsa, recebeu mais de R$ 142.798,50 em atividade rural, tem prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2019 ou nos próximos anos.

O envio da declaração do IRPF 2020 vale para quem eera dono de bens de mais de R$ 300 mil; ou Passou a morar no Brasil em qualquer mês de 2019 e ficou aqui até 31 de dezembro, vendeu um imóvel e comprou outro num prazo de 180 dias, usando a isenção de IR no momento da venda.

O formulário e o envio da declaração serão realizados por meio do Programa Gerador da Declaração (PGD), relativo ao exercício de 2020. Baixado no site da Receita Federal, ou no aplicativo Meu Imposto de Renda.

O interessante de enviar a declaração logo no início, é que esses contribuintes ganham prioridade no recebimento da restituição do Imposto de Renda 2020. Este ano será pago entre maio e setembro.

No primeiro lote, a maioria das vezes há preferência para os idosos,professores, deficientes e uma parte das pessoas que entregaram a sua declaração logo no início do prazo.

Leia Também: Conta de água de 506 mil famílias são suspendidas por João Dória

Neste ano, a Receita federal vai obrigar quem teve renda anual a partir de R$ 200 mil a informar o número do recibo do ano anterior. Antes era obrigatório a todos só no caso de retificação. Os outros podiam informar opcionalmente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA