Taxa Selic será anunciada hoje (18) após pressão da crise mundial

Nesta quarta-feira (18) a noite, o Banco Central (BC) deve anunciar a nova taxa Selic. A expectativa conta com o impacto do coronavírus sobre a inflação, já que o avanço da doença e a instabilidade do mercado financeiro aumentaram a expectativa de queda nos juros básicos da economia.

Taxa Selic será anunciada hoje (18) após pressão da crise mundial
Taxa Selic será anunciada hoje (18) após pressão da crise mundial (Imagem:Reprodução/Google)

O Comitê de Política Monetária (Copom), realizou nesta semana uma reunião para definir a taxa de juros, que atualmente está em 4,25% ao ano, o seu menor nível da história.

Leia também: Copom fará reunião nesta semana para definir nova Selic em meio ao coronavírus

A maioria das instituições financeiras consultadas pelo boletim Focus do BC preveem um corte na Selic, chegando a 4%. Os analistas projetam que antes do final do ano, a taxa atinja 3,75%. 

Na semana passada, as instituições estavam apostando na manutenção da Selic, mesmo que a bolsa esteja em queda e o dólar em alta. Porém, com a decisão do Federal Reserve, o Banco Central norte-americano, de zerar os juros básicos da maior economia do planeta no último domingo, abriu espaço para novos cortes no país.

Outros analistas apostam num possível aumento da taxa Selic, por conta da forte alta do dólar e a queda da Bolsa nos últimos dias que fez a curva de juros no mercado subir.

Há duas semanas, quando as turbulências no mercado financeiro começaram a se intensificar, o BC emitiu um comunicado informando que compararia os efeitos da  desaceleração da economia e da deterioração dos ativos financeiros sobre a inflação antes de tomar a decisão sobre a taxa. 

O Copom se reúne a cada 45 dias. No primeiro encontro são realizadas apresentações técnicas sobre a evolução e as perspectivas da economia do país, do mundo e o comportamento do mercado financeiro. 

Já no segundo encontro, os membros fazem uma análise das possibilidades e definem o valor da Selic.

A taxa Selic serve de referência para os demais juros da economia, essa é a taxa média cobrada nas negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas todos os dias no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. 

Leia também: Licença maternidade para mães de prematuros ganha novo prazo

Depois de definir o valor da taxa, o Copom considera as alterações anteriores nos juros básicos suficientes para que seja possível chegar à meta de inflação, objetivo que deve ser perseguido pelo Banco Central.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA