Governo de SP muda regras de atuação dos funcionários devido ao Covid-19

Neste domingo (15), o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), anunciou que todos os funcionários públicos do estado que têm mais de 60 anos irão trabalhar em suas casas a partir de terça-feira (17). Este é o grupo mais vulnerável à contaminação, por isso o governo de SP preferiu afastá-los. 

Governo de SP muda regras de atuação dos funcionários públicos em combate ao Covid-19 (Imagem:Reprodução/Google)
Governo de SP muda regras de atuação dos funcionários públicos em combate ao Covid-19 (Imagem:Reprodução/Google)

As exceções são para os servidores ligados à Segurança e à Saúde. O governador ainda aconselhou o fechamento de cinemas, casas de espetáculos, museus e bibliotecas. As férias e licenças de servidores de saúde foram suspensas por 60 dias.

Leia Também: Copom fará reunião nesta semana para definir nova Selic em meio ao coronavírus

Como ficam alguns serviços públicos do governo de SP a partir de hoje (16):

Educação: Nesta segunda-feira (16), escolas públicas e particulares vão funcionar de forma facultativa, isto é, a presença dos alunos é opcional e não serão consideradas faltas. A partir da próxima segunda-feira (23), estarão completamente fechadas.

A USP e Unesp também suspenderam as aulas a partir desta segunda. Unifesp suspendeu apenas atividades extracurriculares.

Transporte público: Os funcionários que trabalham em bilheteria passarão a utilizar luvas e terão álcool gel à disposição. A higienização de trens e estações, que já ocorre diariamente, será intensificada, assim como dos banheiros e uma atenção maior a reposição de sabonetes. 

O Metrô e a CPTM liberaram todos os funcionários com idade igual ou superior a 70 anos para home office, aqueles que retornaram de viagens a outros países. Suspendeu reuniões e treinamentos presenciais, e vai custear parcialmente vacinas contra a gripe para os empregados com menos de 55 anos.

Também são divulgadas as orientações por meio de avisos sonoros nos trens e estações e nos monitores de TV.

A CPTM também cancelou todas as viagens do Expresso Turístico por tempo indeterminado. A companhia suspendeu as vendas de bilhetes para as próximas datas do passeio e informa que irá anunciar as regras para remarcação ou pedido de reembolso. Os ônibus serão higienizados pelo menos duas vezes ao dia.

Serviços de saúde: foram suspensas as férias de profissionais da Saúde até dia 15 de maio e as licenças dos funcionários da Saúde por 60 dias.

Além disso, aumentaram mil leitos de UTI no estado, 600 na capital e restante no estado.  A previsão de aumentar a quantidade de unidades básicas de saúde que funcionam durante toda a semana na capital.

Eventos culturais: O Ministério da Saúde recomenda que sejam canceladas as atividades com mais de 500 pessoas. Apresentações no Theatro Municipal estão canceladas, exposições na Praça das Artes, atividades esportivas comunitários nos 46 CEUs, programação do Centro Cultural São Paulo, fechamento do Instituto Butanan, concertos na Sala São Paulo adiados, programas públicos do Masp serão interrompidos

Mutirões: Mutirão do emprego, na Lapa, foi cancelado. Já o feirão Limpa Nome será só online.

Presídios: Os presos ainda pode receber visitas. A Secretaria de Administração Penitenciária orientou seus funcionários a ficarem atentos a qualquer pessoa que apresente sintomas ou tenha viajado para locais com alto índice de contaminação. Caso o visitante se enquadre nessa situação não poderá visitar o preso, para não expor a população prisional ao vírus. Os visitantes também estão sendo orientados sobre as melhores formas de prevenção, como lavar as mãos com frequência.

Centro de Referência do Idoso: todos os que prestam atendimento médico e odontológico aos idosos serão fechados. 

Câmara Municipal de São Paulo: A Câmara informou que vai restringir, a partir de segunda-feira (16), o acesso ao Palácio Anchieta apenas a vereadores, funcionários e fornecedores, de modo que as atividades legislativas serão mantidas. No entanto, eventos coletivos, como sessões solenes, reuniões de lideranças partidárias e visitação institucional estão suspensas. 

Defensoria Pública: decidiu restringir a partir de sexta-feira (13) o atendimento presencial apenas a casos urgentes, que impliquem risco de perecimento de direitos. Os casos considerados urgentes podem ser consultados no site da instituição.

Leia Também: Bitcoin é atingido com crise mundial e caí 50% em uma semana

Polícia Federal: começa na segunda-feira (16) novo procedimento para o atendimento de imigrantes que buscam regularização na sede da Superintendência da PF em São Paulo, na Lapa, Zona Oeste da cidade.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA