Aposentadoria do INSS: tire todas as suas dúvidas sobre o benefício

O assunto aposentadoria nunca esteve tanto em discussão. Em vários lugares é fácil encontrar pessoas com dúvidas e questões a serem esclarecidas. É importante ficar atento, pois nem todas as informações são verdadeiras.

Aposentadoria e o CNIS: tire todas as suas dúvidas sobre o benefício
Aposentadoria do INSS: tire todas as suas dúvidas sobre o benefício (Foto: Google)
publicidade

Para saber sem erro quando conseguirá a aposentadoria, é preciso juntar todos os papéis que vão compor o processo de pedido.

Leia Mais: Meu INSS permite acompanhar pedido de aposentadoria, auxílio doença e mais

Colocamos aqui na matéria todas os pontos importantes sobre o pedido:

Histórico de trabalho e de contribuições

Comece o processo pegando o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) através do site oficial da Previdência, o Meu INSS.

Mesmo sendo de caráter oficial, no CNIS você verá uma mensagem que diz que as informações podem ser alteradas a qualquer momento pelo INSS e pelo segurado. Então, fique atento e confira todos os detalhes para que possa corrigir caso conste algum erro.

IMPORTANTE: a aposentadoria será analisada de acordo com o CNIS. Então, tem que estar tudo certo.

Quanto tempo já contribuiu

Já com os documentos em mãos, o trabalhador tem que fazer uma contagem do tempo de serviço e apurar quanto tempo já contribuiu. Nesta contagem pode ser colocado o tempo que está na carteira de trabalho e nos carnês de contribuição, assim como aqueles que o INSS não aceita, mas podem ser recuperados.

Quando vou poder me aposentar

Com o resultado desta contagem de tempo de serviço, é possível fazer uma previsão e definir quanto tempo falta para a aposentadoria. Por existir várias espécies de benefícios como por idade, tempo de contribuição, especial, de professor, entre outras, o tempo apurado nesta simulação vai servir para se ter uma ideia de quando cada um desses benefícios vai ser conquistado

O valor médio das contribuições

Após confirmar quais são os benefícios que podem ser obtidos, o trabalhador terá que saber qual é o valor médio das contribuições que fez.

O cálculo leva em conta as contribuições desde julho/1994 até a data da aposentadoria. Quem tem direito adquirido à aposentadoria até 12/11/2019 (data da Reforma da Previdência) vai poder excluir 20% das menores contribuições.

Neste momento, o trabalhador pode descobrir que algumas contribuições não foram feitas ou estão com valores errados. Todas essas informações podem ser corrigidas e quanto mais cedo, menos problemas o trabalhador vai enfrentar na hora de se aposentar.

Leia Mais: Votação do Verde e Amarelo é prorrogada mais uma vez no Congresso

Qual aposentadoria é mais favorável?

Após passar por todos esses passos: levantamento de todos os contratos de trabalho, de todas as contribuições e dos períodos informais que podem ser recuperados. Assim como informações de quanto tempo já contribuiu, quando vai se aposentar e qual é o valor médio das contribuições, o trabalhador pode mesclar todos esses dados e fazer as combinações para saber qual aposentadoria é mais vantajosa.

 

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.