FGTS vai deixar consignado disponível para funcionário privado

Waldery Rodrigues, o secretário especial da Fazenda do Ministro da Economia, anunciou no último dia 4 de março que com base nas garantias do saque-aniversário do FGTS até R$100 bilhões em créditos poderão ser destravados nos próximos dois anos.

FGTS vai deixar consignado disponível para funcionário privado
FGTS vai deixar consignado disponível para funcionário privado (Foto: Fepesil/TheNews2/Folhapress)

Ele declarou que “o saque aniversário” já tem mais de dois milhões de interessados e pode chegar a um valor de 10 milhões de cotistas interessados. Criando um segmento de recebíveis ligados ao FGTS extremamente importante.

“Nós estimamos preliminarmente algo em torno de R$ 100 bilhões em créditos a serem implementados em um ou dois anos associados a recebíveis ligados ao saque aniversário. Pode alongar-se um pouco mais, mas trabalhamos com horizonte de dois anos”, afirmou o secretário.

Leia Mais: IRPF 2020: saque do FGTS deve estar na declaração

Waldery segue dizendo que as medidas que foram tomadas pelo Banco Central ligadas aos consignados também irão implicar em efeitos positivos sobre o crédito.

Os trabalhadores da iniciativa privada vão poder antecipar os valores do saque-aniversário do FGTS com crédito mais barato, segundo informações divulgadas em fevereiro pelo Broadcast, serviço do Grupo Estado.

O governo pretendia terminar em dois meses a regularização da modalidade de empréstimo consignado que vai ter como garantia os resgates anuais.

O saque-aniversário do FGTS é uma modalidade criada em 2019 que permite ao trabalhador sacar uma vez por ano uma parte de seu fundo de garantia, conforme o mês em que ele nasceu.

Os primeiros resgates começarão a ser feitos em abril de 2020. Somente os trabalhadores que aderiram a essa modalidade serão beneficiados. Há carência de dois anos para que o trabalhador possa optar por desistir.

Caso não faça o recebimento, permanecerá com o saque-rescisão, com resgate de todo o saldo do FGTS em caso de demissão sem justa causa.

O consignado do FGTS vai funcionar de forma parecida a uma antecipação do Imposto de Renda ou do 13º salário, modalidades que já são oferecidas atualmente pelos bancos.

A grande diferença é que os trabalhadores vão poder antecipar os saques de FGTS previstos para dois anos, período este que compreende a permanência mínima na modalidade ou até para mais tempo, neste caso, sujeitos a uma taxa de juros um pouco maior.

Leia Mais: IPTU Volta Redonda 2020 finaliza desconto de 18% nesta terça-feira

O objetivo do governo é fornecer ao trabalhador a opção de conseguir sacar os valores do saque-aniversário antes de chegar a sua data designada para o resgate do dinheiro. O governo estima que a taxa de juros deve ficar abaixo de 2% ao mês.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA