INSS: prazo para concessão de benefício aumenta no governo Bolsonaro

Os contribuintes do INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social, estão enfrentando dificuldades na hora de realizar o pedido de concessão dos benefícios garantidos por lei. O número de brasileiros que esperam por respostas atingiu índices alarmantes durante o governo Bolsonaro.

INSS: prazo para concessão de benefício aumenta no governo Bolsonaro (Reprodução/Internet)
INSS: prazo para concessão de benefício aumenta no governo Bolsonaro (Imagem: Reprodução/Internet)

Vale destacar que entre os benefícios mais atingidos estão aposentadorias, salário maternidade,e o BPC para pessoa portadora de deficiência e idosos.

Leia Também: Pagar o cartão de crédito com FGTS? Governo estuda a opção

Os números divulgados pelo Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS) mostram que cerca de 120 mil recursos administrativos estão parados aguardando o cumprimento de diligências do INSS.

Números detalhados em recursos foram divulgados no dia 23 de fevereiro, com a publicação no Diário Oficial da União.

Ainda de acordo com o CRPS, estimativa-se que aproximadamente 80% dessa demanda seja relativa a benefícios por incapacidade, a exemplo da aposentadoria por invalidez e auxílio-doença.

Este público, por sua vez, se torna o maior prejudicado com a crise do INSS. Atualmente são quase 2 milhões de pessoas, incluindo diversos procedimentos, esperando para ter acesso ao benefício.

O número representa os que estão aguardando por mais de 45 dias para obter resposta, sendo que este é o prazo estipulado por lei como limite para concessão.

Um exemplo é o período para obtenção do salário-maternidade, que saltou de 22 dias em 2018 para 65 em 2019.

Leia Também: Benefícios do INSS são adiantados no Guarujá; saiba como receber

Já o amparo social a idosos aumentou 70% entre 2018 e 2019, de 101 dias para 194. Deficientes também enfrentam problemas, com aumento em média de 246 dias em 2019 para receber o auxílio a que tem direito.

Nos casos de aposentadoria, pessoa levou 168 dias para se aposentar por tempo de contribuição. E para quem pediu o mesmo benefício por idade passou de 79 para 139 dias. Dados fazem parte de relatório divulgado pelo Ministério da Economia.

Cenário de crise no INSS

A situação começou quando a plataforma para concessão dos benefícios, o Meu INSS, ficou super lotada e não conseguiu se atualizar com as novas regras da Previdência. Atualmente são dois milhões de pessoas na espera da concessão no INSS.

O órgão pontua que os sistemas de concessão de benefícios estão tendo que ser atualizados para adequar-se às novas regras. Tendo em vista que, os cálculos não são realizados de forma manual.

Governo tem anunciado nas últimas semanas ações que possam compor a força-tarefa para tentar zerar a fila de espera dos pedidos do INSS até dezembro deste ano.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA