Pagamento por aproximação no metrô pode ser instalado em 8 capitais

O pagamento por aproximação na compra de passagens de metrô começa a ganhar o país. A tecnologia é realizada por meio do celular, apenas o aproximando da catraca. Substituindo a compra nas bilheterias dos terminais. 

Pagamento por aproximação no metrô pode ser instalado em 8 capitais
Pagamento por aproximação no metrô pode ser instalado em 8 capitais (Imagem:Reprodução/Google)

A Visa está em conversa com oito cidades para fazer a expansão desse tipo de serviço, que é oferecido pela bandeira para o MetrôRio. O metrô passou a adotar essa opção também nos cartões da Mastercard. 

Leia Também: Cartão Nubank começa a ser usado no metrô do RJ; saiba como funciona

Essa tecnologia permite que sejam realizadas operações de crédito ou débito por meio dos cartões ou celular e não exige que sejam informadas senhas para as transações de até R$50. 

O Brasil possui mais de 40 emissores de cartões que utilizam dessa tecnologia e todos os cartões possuem essa ferramenta. Além disso, 85% das máquinas já aceitam essa modalidade de pagamento. 

Em entrevista ao jornal Valor, o presidente da Visa, Fernando Teles comentou sobre essa conversa com outras cidades.

Levando em consideração apenas os meios de transporte que estão disponíveis na capital fluminense, ele cita opções como as barcas que são responsáveis por realizar a conexão Rio-Niterói, o VLT, o trem metropolitano, metrô e ônibus.

Em São Paulo, a implantação dessa tecnologia começou em setembro do ano passado com 12 linhas e logo mais será ampliado chegando a cobrir 100% da frota de ônibus. 

A Visa faz um esforço para popularizar o pagamento por aproximação no país. O Brasil foi um dos primeiros a adotar os cartões com chip e senha, mas o mesmo não aconteceu com esse tipo de modalidade para aquisição. 

O percentual das operações é de 3%, em comparação com os 52% no Chile. Apesar disso, o uso cresceu mais de sete vezes em menos de um ano,d e acordo com o presidente da Visa. 

Ao atingir o nível de 10%, a curva de aceitação será outra e a adesão deve ocorrer de forma muito mais rápida. 

O objetivo da Visa é fazer que as pessoas deixem de utilizar o dinheiro vivo. “O pagamento eletrônico se reverte em benefícios para o usuário. O dinheiro demanda segurança maior”, disse Teles. 

Ao inserir o pagamento via NFC no metrô, a rede também cadastrou os estabelecimentos do entorno, como cafés, lanchonetes e estacionamentos, que irão receber por essa tecnologia.

Leia Também: Nubank faz seu primeiro lançamento internacional!

O pagamento no metrô carioca começou com a opção de crédito no final do mês de fevereiro. Já foram 780 mil utilizações, que representam uma média diária de quase 5 mil pessoas e cerca de 3% das viagens.

Entre o público que usa a tecnologia, 52% foi por meio dos cartões por aproximação e 48% via celulares ou relógios e pulseiras inteligentes. O primeiro evento grande do ano com a tecnologia em vigor, foi o Carnaval e chegou a 6 mil usos na terça-feira.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA