Coronavírus pode refletir nas taxas de juros do Brasil e afetar a economia

O coronavírus está preocupando o mundo todo, já que o seu crescimento vem atingindo dezenas de países. No Brasil, após a confirmação de um caso a preocupação com a economia global cresceu. 

publicidade
Coronavírus pode refletir nas taxas de juros do Brasil e afetar a economia
Coronavírus pode refletir nas taxas de juros do Brasil e afetar a economia (Imagem:Reprodução/Google)
publicidade

A China, país em que o coronavírus foi detectado de forma inicial e o que possui o maior número de casos, é o maior cliente do Brasil nas exportações e sua economia pode sentir os efeitos.

Leia também: Vai declarar o Imposto de Renda 2020? Saiba quais as exigências

No ano de 2019, cerca de 30% de tudo que o Brasil vendeu ao exterior foi destinado para a China, que é o maior comprador de soja, minério de ferro e petróleo. 

Porém, o coronavírus paralisou a economia chinesa nesse início do ano, fábricas foram fechadas, empregados tiveram que ficar em casa e assim o país ficou sem produzir. 

Isso pode gerar um PIB negativo para o país nesse primeiro trimestre. Com isso, uma economia crescendo menos também irá comprar menos produtos brasileiros o que pode causar impacto em empresas como Vale, Petrobrás e aquelas do ramo de alimentos.

Outra parte afetada é a de importações, já que as linhas de produção utilizam algumas matérias-primas. O Brasil importa boa parte de seus produtos da China e com essa paralisação algumas empresas já estão com produtos em falta. 

O vírus afeta também o Produto Interno Bruto (PIB) do nosso país, já que vendendo menos e a produção das fábricas prejudicada por falta de materiais, afetará o crescimento econômico. Principalmente para o Brasil, que tenta ganhar tração e deixar para trás os feitos da recessão que foi vivida entre 2014 a 2016.

O país iniciou o ano com projeções otimistas apontando o crescimento econômico em torno de 2,5%, um grande salto para uma economia que está com 1% de crescimento nos últimos três anos. 

Leia também: Investimento em saúde pública vai precisar de R$50 bi com nova expectativa de vida

Outra parte da economia que pode ser afetada com o coronavírus é a taxa de juros do Banco Central (BC), que já havia reduzido para 4,25%, o menor patamar da história. Porém, em março, será realizada outra reunião para definir os rumos da Selic.  

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.