Bolsa Família: entenda o que precisa para manter o pagamento do benefício

O programa do Bolsa Família foi criado com a intenção de tirar as famílias da situação de pobreza e extrema pobreza no país. Porém, para continuar recebendo o benefícios os inscritos precisam seguir algumas regras.

Bolsa Família: entenda o que precisa para manter o pagamento do benefício
Bolsa Família: entenda o que precisa para manter o pagamento do benefício (Imagem:Montagem/FDR)

O programa foi criado no ano de 2003, após a junção de outros benefício. A ideia era realizar transferência direta de renda beneficiando famílias em situação de pobreza e extrema pobreza no país. 

Leia Também: Pagamento do Bolsa Família passa por momento difícil e prejudica os mais pobres

Com o valor recebido os inscritos podem facilitar o seu acesso a direitos básicos. Como a compra de remédios, alimentos, material escolar, pagar o consumo de água e luz. E melhorar o que já têm por meio de serviços públicos, como saúde e educação. 

Regras para receber o Bolsa Família

As famílias devem realizar atualização do cadastro de 2 em 2 anos, ou sempre que houver alguma alteração como nascimento de mais um membro, mudança de endereço e etc. 

Aquelas que tiveram criança em idade escolar, entre 6 a 17 anos, devem estar devidamente matriculadas em uma instituição de ensino público.

Além disso, as crianças entre 6 a 15 anos devem frequentar 85% das aulas e os jovens de 16 a 17 anos precisam ter frequência de 75%.

As famílias devem manter o calendário de vacinação das crianças menores de 7 anos em dia. Também é preciso fazer o acompanhamento da saúde e crescimento da crianças. Se entre os membros houver gestante ela precisa fazer o acompanhamento da gestação.

Crianças que fazem parte do grupo familiar que estiverem com vacinas em atraso no seu cartão, não acompanharem sua saúde, não frequentarem a escola e a família não realizar a atualização cadastral, o benefício pode ser bloqueado.

Para realizar o desbloqueio do benefício é preciso ir até uma agência da Caixa Econômica Federal para saber o motivo da suspensão.

Se aconteceu por conta da irregularidade escolar das crianças é necessário retomar a frequência na escola ou solicitar uma declaração que justifique a irregularidade.

Agora, se o bloqueio foi por conta de atualização cadastral é necessário que o beneficiário vá até a prefeitura de onde mora e realize a atualização de seus dados no Cadastro Único.

Já se o problema for decorrente da não realização do pré-natal ou carteirinha sem a vacinação completa, vá até o posto mais próximo e realize a regularização.

As parcelas atrasadas do benefício podem ser recebidas depois da regularização feita pelas famílias.

Leia Também: Restituição do IR será entregue mais cedo neste ano com novo calendário

Após isso, o pedido de desbloqueio será analisado e concedido e o pagamento volta para a família. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA