Saque do FGTS de R$500 a R$998 ainda está disponível no banco; saiba se vale a pena

Prazo para retirada do saque-imediato está se esgotando. Os trabalhadores que quiserem usufruir dos R$ 500 ou R$ 998 do FGTS precisam ficar atentos, pois a quantia só poderá ser retirada até o dia 30 de março. Mesmo com o fim do calendário de pagamentos, ainda pode ser feito o saque do FGTS para todos os brasileiros com contas ativas ou inativas no programa.

Saque do FGTS de R$500 a R$998 ainda está disponível no banco; saiba se vale a pena (Foto: Reprodução Google)
Saque do FGTS de R$500 a R$998 ainda está disponível no banco; saiba se vale a pena (Foto: Reprodução Google)

Há muitos que ainda não retiraram a quantia com dúvidas se vale a pena ou não desfruta-la. Nesse caso, é válido ressaltar que utilização do saque-imediato não irá interferir nos valores do fundo de garantia e nem implicará em entraves em direitos como o seguro desemprego.

Leia também: Saque imediato do FGTS não foi feito por 38% dos beneficiados; saiba como receber

O pagamento funciona como uma espécie de gratificação, o que significa que não acarretará em problema algum para o trabalhador.

De modo geral, legalmente e conforme as normas dos direitos trabalhistas, não há nada que o impeça de utilizar o valor que inclusive poderá ajudar a reorganizar contas em abertos ou dar início a um investimento.

É válido ressaltar que, após o dia 30 de março, quem não tiver feito o saque terá a quantia retida em seu fundo e não poderá utiliza-la ainda este ano.

Dicas sobre o que fazer com o saque do FGTS

Por se tratar de uma quantia considerável, há muitas formas de utiliza-la conscientemente, de modo que o ajude a melhorar o orçamento.

Antes de mais nada, consulte o aplicativo do FGTS ou o site da Caixa para saber o valor exato do benefício que poderá variar entre R$ 500 e R$ 998, tendo a possibilidade de ser duplicado para aqueles que tiverem mais de uma conta.

Leia também: IPTU Goiânia 2020 começa a aplicar penalidades sobre atraso no pagamento

O limite de R$998 é dado para quem acumulou quantia igual a esta até 24 de julho de 2019, data em que a medida foi liberada. Quem somou em cada conta valor superior a R$998, pode receber na regra inicial de até R$500.

Uma primeira grande oportunidade é a de quitar as contas. Quem estiver em débito com instituições financeiras, cartões de crédito, entre outros serviços, pode usar o recurso como entrada ou até quitação total a depender do valor da dívida.

Outra opção importante é antecipar determinados pagamentos, como financiamentos, por exemplo. Se a antecipação proporcionar uma redução de juros nas parcelas seguintes, utilizar o FGTS pode ser uma ótima oportunidade de investimento.

Por fim, quem desejar viajar ou adquirir algum bem durante os próximos meses pode usar a quantia para contribuir no valor total da despesa.

Nesse caso, lembre-se de retira-la na conta e depositar em uma espécie de poupança, pois como já dito, após o prazo final não há a possibilidade de receber a quantia.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA