Sebrae divulga pesquisa animadora sobre crédito para micro e pequenas empresas

Micro Empreendedores devem ter motivos para comemorar com o cenário animador para crédito. As informações são da pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Sebrae divulga pesquisa animadora sobre crédito para micro e pequenas empresas (Reprodução/Internet)
Sebrae divulga pesquisa animadora sobre crédito para micro e pequenas empresas (Reprodução/Internet)

A análise detalha que o número de empréstimos para pequenos negócios teve alta de 17,1% no primeiro semestre do ano passado, em comparação com o mesmo período de 2018. Em números, foram concedidos R$ 121,3 bilhões em crédito na primeira metade de 2019.

Leia Também: MEI: conheça dicas infalíveis para alavancar seu empreendimento

De acordo com a avaliação do Sebrae, o cenário é positivo para este meio. Sendo assim, perspectivas para este início de ano também são positivas. “O mercado de crédito deve continuar aquecido no primeiro semestre de 2020”, diz o estudo.

Os dados detalham que o público que mais solicitou empréstimos foi o segmento de pequenos negócios, as empresas de pequeno porte (EPP) na metade do inicio do ano passado. Em porcentagem, isto representa 5,1% do crédito concedido no período.

Na sequência, vieram as micro e pequenas empresas (MPE), com 20,6%, e os microempreendedores individuais (MEI), com 4,3%. A avaliação é de que esta movimentação significa uma melhora e é um movimento comum para o cenário de recuperação econômica.

O Sebrae ainda destaca o papel de medidas adotadas pelo governo e pelo Banco Central (BC) nos últimos anos, a exemplo da queda Selic, no qual provocou uma melhor estabilidade. Além disto, a inflação sem variação e a aprovação da reforma da Previdência e do Cadastro Positivo.

Leia Também: Prazo para resposta do salário maternidade ganha novo projeto de lei no Senado

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destaca que estas medidas contribuíram para que as expectativas em relação ao futuro da economia brasileira ficassem mais otimistas, o que estimula os agentes a investirem

Mas, em contrapartida, os valores dos juros continuam altos. Os empréstimos para pequenos negócios deve ter um olhar de atenção.

A pesquisa detalha que as empresas de médio e grande porte absorvem cerca de 80% de todo o crédito concedido para pessoa jurídica no Sistema Financeiro Nacional, a taxas bem menores.

A média anual de juros cobrada das pessoas jurídicas foi 15,7%, em 2019. Em comparação as três categorias que formam os pequenos negócios, entretanto, elas foram mais altas: 58,8% para MEI, 50,7% para MPE e, por fim, 41,9% para EPP.

“A manutenção das taxas de juros em patamares elevados contrasta com as expressivas quedas nos níveis de inadimplência das carteiras de crédito para esse segmento”, conclui a pesquisa.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.