Pedido do INSS atrasado? Saiba melhor opção para sair da fila

Milhões de solicitações de benefícios previdenciários estão aguardando a análise do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para serem concedidos ou não. O seu pedido do INSS está atrasado? Algumas atitudes podem ajudar a sair dessa fila de espera gigantesca.

Pedido do INSS atrasado? Saiba melhor opção para sair da fila
Pedido do INSS atrasado? Saiba melhor opção para sair da fila (Imagem:Montagem/FDR)
publicidade

Os atrasos atingem principalmente os segurados que recebem aposentadoria, auxílio-doença, salário maternidade e Benefício de Prestação Continuada (BPC). 

Leia Também: INSS ainda não usa novas regras da Previdência no cálculo da aposentadoria

São cerca de 2 milhões de pedidos que estão parados e influenciam na condição dos segurados que fizeram a solicitação antes e depois da reforma da previdência. 

A reforma entrou em vigor no mês de novembro do ano passado, o que fez com que os brasileiros começassem uma corrida para pedir os benefícios e isso ajudou a aumentar essa fila. 

A espera já havia começado desde que o INSS resolveu informatizar o seu sistema e agora, após as novas regras que entraram em vigor a fila está cada vez maior.

O governo já anunciou diversas medidas para conseguir diminuir a fila, entre uma dessas ações é a contratação de 7 mil militares da reserva e de servidores aposentados do Instituto para auxiliar no atendimento. 

Porém, enquanto essa ações não são colocadas em prática, os solicitantes podem tomar algumas atitudes para que o seu pedido do INSS seja finalmente concedido. 

O cidadão que espera pela concessão do benefício pode entrar com um mandado de segurança fazendo a exigência para que o INSS analise o benefício. Assim, o solicitante não pede a concessão e sim requer que o órgão veja o seu caso.

O processo é o mais rápido, porém não é certeza, já que o juiz pode não decidir a favor do segurado. Isso pois alguns entendem que os solicitantes estão usando desse artifício para furar a fila de espera.

E a outra opção consiste na ação judicial, em que os solicitantes poderão entrar com uma ação solicitando que o benefício seja concedido.

Mas a saída é arriscada, pois o juiz pode alegar que é necessário que o segurado espere uma resposta do INSS. Para usar essa opção é melhor esperar cerca de 60 dias. 

Os que optarem por esperar a concessão do instituto, receberão o valor desde o dia em que fez o pedido do INSS. Caso isso não ocorra o segurado pode entrar na justiça.

Leia Também: Banco do Brasil faz fechamento histórico e diminuí proximidade com correntistas

O governo pretende reduzir essa fila em seis meses após colocar em prática as ações traçadas.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.