Tabela do IRPF 2020: saiba quanto é cobrado sobre o seu rendimento

No próximo mês se inicia o prazo para os brasileiros começarem a fazer a declaração do seu Imposto de Renda (IR). Mas muitos não sabem quanto será cobrado sobre o seu rendimento. Veja o que informa a tabela do IRPF 2020, postada diretamente no site da Receita Federal. 

Tabela do IRPF 2020: saiba quanto é cobrado sobre o seu rendimento
Tabela do IRPF 2020: saiba quanto é cobrado sobre o seu rendimento (Imagem:Montagem/FDR)

O Imposto de Renda Pessoa Física incide sobre a renda e os proventos de contribuintes residentes no país ou fora dele e que recebam de fontes que estão instaladas no Brasil.

Leia também: IRPF 2020: aprenda a preencher declaração com dependente e alimentando

As alíquotas variam de acordo com a renda dos contribuintes, de forma que aqueles que possuem ganhos menores não pagam a tributação.

Confira a tabela do IRPF 2020 com alíquotas que estão em validação desde 2015:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Fonte: Receita Federal

As contribuições não têm o seu valor reajustado há alguns anos, e isso faz com que o índice de inflação acumule e que os brasileiros paguem mais imposto a cada ano.

A defasagem considera a inflação que foi acumulada e não repassada desde o ano de 1996. Apenas no ano passado, 2019, essa defasagem foi de 4,31%, que é correspondente à inflação oficial, medida pelo IPCA.

Para que a tabela seja corrigida o governo deve apresentar ao Congresso uma proposta por meio de projeto de lei. Mas o sindicato alerta que não há nada que obrigue o governo a realizar esse reajuste anual. 

A tabela sofreu atualização pela última vez no ano de 2015, quando a então presidente Dilma Rousseff estabeleceu o reajuste de em média de 5,6% nas faixas salariais de cálculo do Imposto de Renda. Apesar disso, o índice ficou bem abaixo da inflação naquele ano, que superou os 10%.

Leia Também: Saque do abono salarial 2020: saiba quais as regras para receber seu benefício

Nos anos seguintes, 2016, 2017 e 2018 não foram realizadas correções, mesmo com a inflação avançando. 

Segundo informações de especialistas, se a tabela do IRPF 2020 fosse atualizada com novas faixas salariais, pelo menos 10 milhões de cidadãos deixariam de contribuir com o IR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA