CNH Social 2020: Regras, Funcionamento e Inscrição

A Carteira Nacional de Habilitação Social, mais conhecida como CNH Social, foi criada em 2011 e tem o proposito de ajudar pessoas de baixa renda a obter o documento. O benefício é concedido de forma gratuita e deve seguir alguns requisitos que podem mudar de acordo com cada Estado e cidade.

CNH Social 2020: Regras, Funcionamento e Inscrição
CNH Social 2020: Regras, Funcionamento e Inscrição (Imagem: Reprodução Google)

O requerente deve possuir renda de no máximo dois salários mínimos, estar desempregado há mais de um ano, ser ou ter sido aluno da rede pública de ensino e possuir um ótimo desempenho escolar.

Leia Mais: CNH Social vira alvo de golpes na internet; veja como se proteger

Além de nunca ter trabalhado com carteira assinada, não ter registros de infrações no transito e trabalhadores do setor de transportes que desejam fazer alguma regularização perante a justiça. Ex- presidiários e agricultores também podem fazer parte do programa.

Para fazer a inscrição na CNH Social, o primeiro passo é acessar o site do DETRAN do seu estado dentro do prazo estipulado. Em seguida, informar os dados pessoais como: nome, Número de Inscrição Social (NIS), CPF, data de nascimento, e-mail, telefone e município.

Importante lembrar que o benefício não é ofertado em todos os estados e cidades e as regras podem mudar de lugar para lugar. Já que estarão descritas dentro da legislação local. Atualmente a CNH Social é oferecida em:

  • Distrito Federal(parcialmente)
  • Espírito Santo;
  • Goiás;
  • Maranhão;
  • Minas Gerais;
  • Paraíba;
  • Pernambuco;
  • Rio Grande do Sul

Os tipos de modalidades de habilitação oferecidas dentro do projeto são: categoria A (moto), B (carro).

Para quem já tem carteira, pode adicionar uma outra categoria A ou B ou mudar de categoria D (micro-ônibus, Van, Ônibus), e Categoria E (caminhão e carreta). O candidato deve informar qual destas deseja no cadastro.

Leia Mais: BPC-LOAS: cuidados para evitar ter o benefício bloqueado

O objetivo principal da criação da CNH Social é dar mais oportunidade de emprego as pessoas de baixa renda, já que várias vagas e processos seletivos exigem habilitação. Como por exemplo cargo de logística, operadores de plataforma e motoristas.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA