O calendário de pagamentos do saque-aniversário, o novo FGTS, começará a partir do mês de abril. O benefício, aprovado no ano passado, pela equipe do presidente Jair Bolsonaro, permite que os trabalhadores façam retiradas anuais de seus fundos de garantia. Entretanto, apesar de parecer ser uma boa oportunidade, é preciso ficar atento as suas consequências.

Novo FGTS permite saques anuais do fundo a partir de Abril; saiba se vale a pena (Imagem: Reprodução - Google)
Novo FGTS permite saques anuais do fundo a partir de Abril; saiba se vale a pena (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Aqueles que optarem pelo pagamento anual, perderão o direito de receber o saque rescisão, caso sejam demitidos sem justa causa.

Leia também: FGTS pode ser pago para desempregados nessas situações; confira!

Segundo os especialistas, a adesão ao saque-aniversário será benéfica para quem está iniciando a vida profissional agora e não tem grandes valores já retidos em seus fundos. Nesse caso, ter um pagamento anual é uma boa oportunidade de rendimento.

Os trabalhadores também que tiverem uma segurança quanto aos seus empregos, sendo concursados, por exemplo, devem ficar mais tranquilos com a aceitação da proposta, tendo em vista que estão cientes sobre as possibilidades de demissão.

De modo geral, para saber se vale a pena ou não aderir ao novo FGTS é preciso levar em consideração o valor já presente nas contas do (pelo atual trabalho e ofícios antigos) e também as condições de manter a carteira assinada.

As retiradas podem ser de 5% a 50% mais bônus adicional. Quem tem saldo superior a R$20.000 pode receber mais de 3 mil reais. E quem tem até R$500 receberá anualmente algo em torno de R$200.

Para ter certeza sobre o valor, basta acessar o site da Caixa Econômica Federal ou o aplicativo do FGTS. Criando o seu login, com número do NIS, CPF e data de nascimento, o sistema vai simular quanto pode receber todos os anos com a modalidade aniversário.

Estes também são os canais para aderir à proposta, lembrando que os saques são opcionais. Para liberar a quantia ainda em 2020 é preciso notificar a Caixa até o último dia do mês do seu aniversário.

Possíveis prejuízos com o novo FGTS

No caso dos trabalhadores que estão próximo da aposentadoria, não se recomenda a transição.

Se fizer essa portabilidade, ele perderá toda a contribuição feita ao longo de sua vida. O valor do saque-aniversário deverá ser inferior ao acumulo por tempo de serviço prestado.

Quem está em um emprego e deseja progredir de carreira também deve repensar na possibilidade, pois se entre um oficio e outro ficar descoberto financeiramente, não terá direito a rescisão.

Leia também: Empréstimo consignado atrelado ao saque aniversário do FGTS pode trazer vantagens

Tempo de carência

É válido ressaltar que ao migrar para o saque-aniversário, será preciso esperar por 2 anos para voltar a categoria normal, caso deseje desistir. Durante esse período, o trabalhador ficará sem assistência por parte do programa.

COMENTÁRIOS

Maria Eduarda Andrade, mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.