Restituição do Imposto de Renda abre mais uma consulta do lote residual hoje

Nesta segunda-feira (10), a Receita Federal abriu mais uma consulta do lote residual referente a restituição do Imposto de Renda. O lote contempla as declarações do IRPF que entres os anos de 2008 até 2019. O sistema foi aberto a partir das 9 horas.

Restituição do Imposto de Renda abre mais uma consulta do lote residual hoje! Saiba como fazer
Restituição do Imposto de Renda abre mais uma consulta do lote residual hoje! Saiba como fazer (Imagem:Reprodução/Google)

A consulta pode ser realizada no site da Receita, informando o número de CPF e data de nascimento. Outro meio de consulta é o Receitafone, para isso é só ligar no número 146. 

Leia Também: Isenção do Imposto de Renda 2020 ganha nova aprovação para aposentados

Há também o aplicativo Pessoa Física para tablets e smartphones, nos quais o usuário pode fazer o acompanhamento das restituições e ter acesso a todas as informações sobre o imposto.

De acordo com a Receita serão pagos mais de R$297 milhões para cerca de 116.188 contribuintes, o pagamento será realizado no dia 17 de fevereiro. A conta bancária em que o valor deve ser depositado é a que o contribuinte indicou em sua declaração. 

A quantia ainda conta com a correção pela taxa básica de juros, Selic, que foi acumulada entre a entrega da declaração até agora.

Porém depois de cair na conta esse saldo não recebe mais nenhum acréscimo. Os percentuais variam, para as declarações de 2019 serão de 4,77%. Já para as declarações que foram entregues em 2008, o percentual é de 113,05%.  

Caso tenha direito e a restituição do Imposto de Renda não constar em conta é preciso procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

Veja a tabela de correção deste lote:

Ano do exercício Número de contribuintes Valor (R$) Correção pela Selic
2019 77.200 184.512.973,85 5,15% (maio de 2019 a fevereiro de 2020)
2018 17.152 49.656.718,17 11,31% (maio de 2018 a fevereiro de 2020)
2017 10.722 32.171.222,25 19,14% (maio de 2017 a fevereiro de 2020)
2016 7.299 21.465.185,09 31,86% (maio de 2016 a fevereiro de 2020)
2015 3.171 7.433.209,49 44,93% (maio de 2015 a fevereiro de 2020)
2014 300 788.597,49 55,85% (maio de 2014 a fevereiro de 2020)
2013 144 557.910,49 64,75% (maio de 2013 a fevereiro de 2020)
2012 89 262.370,53 72% (maio de 2012 a fevereiro de 2020)
2011 46 112.856,61 82,75% (maio de 2011 a fevereiro de 2020)
2010 26 141.036,61 92,90% (maio de 2010 a fevereiro de 2020)
2009 24 81.919,53 101,3% (maio de 2009 a fevereiro de 2020)
2008 15 90.472,80 113,43% (maio de 2008 a fevereiro de 2020)
Total: 116.188 297.274.472,91

Fonte: Receita Federal

O dinheiro ficará disponível para saque pelo período de um ano. Caso o beneficiário não resgate neste prazo ele deverá solicitar novamente pelo site da Receita Federal. 

Leia Também: INSS paga até R$1.045 de assistência para quem nunca contribuiu

Para isso basta ir em “formulário eletrônico” e depois em “pedido de pagamento de restituição” ou no e-CAC, em “extrato do processamento da DIRPF”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA