IPTU 2020 pode ser reduzido em 50% com adoção de cães de rua no Paraná

Adotar um cãozinho em situação de vulnerabilidade, os chamados cães de rua, pode trazer benefício ao cidadão que praticou a boa ação. Os contribuintes de Quinta do Sol, estado do Paraná, poderão reduzir pela metade o pagamento do IPTU 2020 comprovando a adoção consciente.

IPTU 2020 em cidade paranaense pode ser reduzido em 50% com adoação de cães de rua (Reprodução/Agência Brasil)
IPTU 2020 em cidade paranaense pode ser reduzido em 50% com adoção de cães de rua (Reprodução/Agência Brasil)

A prefeitura de Quinta do Sol (PR) é a responsável pelo benefício. A ação faz parte do Programa de Resgate de Cães de Rua. De acordo com a prefeitura, o objetivo é incentivar a adoção de cães de rua na cidade. Ao realizar o feito, o proprietário do imóvel recebe uma redução de até 50% sobre o IPTU.

Leia Também: IPTU 2020: no Rio de Janeiro imposto pode ser parcelado em 12x

A novidade já é válida a partir deste ano. A porcentagem do benefício é definida de acordo com o porte do animal adotado. Sendo assim, 50% para cães de grande porte, 40% para médio porte e 30% para pequeno porte.

As regras do programa detalham que o cidadão que fizer a adoção terá acompanhamento de profissionais da cidade para garantir que o animal esteja sendo realmente bem tratado e faça garantir a efetividade do benefício aplicado.

Para cadastrar seu IPTU 2020 e conseguir a redução no valor, será preciso procurar a secretaria da Fazenda do município indo diretamente na Prefeitura. Outras informações sobre o tributo estão no site oficial do governo do município.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Você foi selecionado para ter um cartão de crédito, sem anuidade hoje mesmo.
Faça sua aplicação!
277 pessoas solicitando no momento...

Isenção no IPTU 2020 visando a integridade do meio ambiente

Ainda há opção de isenção para proprietários de imóveis que tenham áreas verdes preservadas. O benefício da isenção é dado pela prefeitura da capital mineira, em Belo Horizonte, desde 1993.

A lei abrange espaços que possuam condições naturais primitivas ou semi primitivas, além de alguma preservação de fauna ou flora nativas. Este espaço é classificado como “Reservas Particulares Ecológicas (RPE)”, e tem esse título definido por órgão responsável da cidade.

Neste caso, para receber a isenção é necessário solicitar avaliação da prefeitura para que um técnico ambiental reconheça o “valor ecológico” da propriedade.

Ainda há outros pontos que precisam ser definidos, a exemplo de que o dono do imóvel precisa manter a área preservada para continuar com o abono da taxa.

Leia Também: Preço do combustível caí, mas consumidores não conseguem se beneficiar

Em 2017, a cidade contava com 11 RPEs legalmente instituídas, no qual corresponde a 291 mil m² em termos de áreas protegidas. As informações são de um levantamento publicado pela prefeitura.

Ainda é oferecido o benefício da isenção do IPTU para para ex-combatentes da Segunda Guerra Mundial. Para obter, é necessário que o interessado comprove a participação na operação bélica e tenha o imóvel no seu nome. Além de BH, as cidades de Fortaleza (CE) e Maceió (AL) também disponibilizam essa isenção.

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.