Bolsa Família soma fila impressionante de cadastros aguardando resposta

O número de famílias com interesse em participar do Bolsa Família atingiu número recorde na fila de análise, segundo dados contabilizados em 2019. Os dados foram publicados em reportagem da revista Veja, com base nos números da Lei do Acesso à Informação.

Bolsa Família soma fila impressionante de cadastros em análise
Bolsa Família soma fila impressionante de cadastros em análise

De acordo com os índices, o salto foi de 0 a 494.229 solicitações em espera, comparando o ano de 2018, quando foi finalizado sem nenhum pedido para análise, e o ano de 2019 que chegou a quase 500 mil inscritos sem resposta.

Leia também: Bolsa Família de 2020 começou: instruções para fazer o saque 

O saldo representa o maior índice de espera desde 2015, quando foram totalizadas mais de 1,2 milhões de família na fila do benefício. Em 2016, o número tinha caído para pouco mais de 375 mil e em 2017 para 153.942 pedidos em análise.

A fila tem início quando as famílias entram no processo de solicitação do benefício, mas aguardam mais de 45 dias sem ter o pedido de inserção no Bolsa Família respondido.

Vale ressaltar que é necessário estar regularmente inscrito no Cadastro Único e ser enquadrada em situação de pobreza ou de extrema pobreza.

Ainda de acordo com a reportagem, a revista detalha que os pedidos de entrada de novos beneficiários no programa foi paralisado em junho do ano passado. Em números, a quantidade de novas famílias aceitas na folha de pagamento despencou de 250.000 para 2.500 – e se manteve até dezembro nesse ritmo.

O saldo do ano passado representa o total de 1,1 milhões de novos inscritos no programa. O que significa, quando comparado ao ano de 2018, uma queda de 65% no número de novas inclusões no programa. Em 2018, foram 3,3 milhões e em 2017 2,8 milhões.

Em nota enviada ao veículo, o governo detalha que a situação na redução da entrada faz parte de série de estudos e previsões para inclusões de mudanças no programa.

Bolsa Família

Criado em 2003, o Programa Bolsa Família presta assistência financeira a famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade. Com o intuito de garantir seu acesso à renda, a direitos sociais e a ações complementares que ampliam as possibilidades de desenvolvimento da família.

Atualmente o benefício é repassado para mais de 13 milhões de famílias que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e de pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais por cada membro.

Em média, o valor pago para as família é de R$ 189,21. O valor repassado varia conforme o número de membros da família, idade e renda declarada. Para 2020 é previsto R$ 29,5 bilhões sejam pagos em benefícios do Bolsa Família, de acordo com o Orçamento da União.

Entre uma das propostas do governo atual está a de realizar mudanças no programa ainda este ano. As estruturações são para se enquadrar em novas regras, e os reajustes no valores estão sendo planejados pelo governo.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Bolsa Família soma fila impressionante de cadastros aguardando resposta

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA