Calendário Auxílio Emergencial 2020: Data dos próximos pagamentos

A distribuição de Auxílio Emergencial já foi aprovada. Saiba quais serão as datas de pagamento e regras para recebê-lo. O benefício será pago com depósito em conta e não saque na boca do caixa como geralmente eram pagos.

Saque do auxílio de R$600 foi LIBERADO! Confira calendário
Calendário Auxílio Emergencial 2020: Data dos próximos pagamentos (Foto: Google)

Embora o saque ajude a garantir que serão os beneficiados quem vão receber os valores das medidas públicas, isso também geraria inúmeras aglomerações que poderiam ajudar a transmitir o Covid-19 (novo coronavírus).

Em todos os pagamentos, os valores serão transferidos para a conta do beneficiários, dando preferência aos correntistas da Caixa e Banco do Brasil.

SAIBA MAIS: Coronavoucher: saiba quem recebe, valor máximo e calendário

O calendário também será diferente para cada perfil de beneficiário:

  • Beneficiários do Bolsa Família;
  • Inscritos no Cadastro Único;
  • Correntistas do Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal.

Esses 3 fatores vão determinar a data de recebimento deste e dos próximos auxílios.

Pagamento inicial do Auxílio Emergencial

Os primeiros a receber o auxílio serão os inscritos no Cadastro Único, que não recebem o Bolsa Família e que são correntistas do Banco do Brasil ou Caixa. O pagamento para esse grupo começou no dia 9 de abril. Veja os próximos pagamentos:

  • Terça-feira (14):
    – 273.178 pessoas que possuem conta no Banco do Brasil
    – 557.835 pessoas nascidas em janeiro, que receberão pela poupança digital da Caixa (a partir das 12h)
  • Quarta-feira (15):
    – 1.635.291 pessoas nascidas em fevereiro, março e abril, que receberão via poupança digital da Caixa
  • Quinta-feira (16):
    – 2.282.321 pessoas nascidas em maio, junho, julho e agosto, que receberão pela poupança digital da Caixa ( inscritos no Cadastro Único e que não recebem Bolsa Família)
  • Sexta-feira (17):
    – 1.958.268 pessoas nascidas em setembro, outubro, novembro e dezembro, que receberão via poupança digital da Caixa (inscritos no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família)

Os trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único e nem recebem o Bolsa Família precisam se inscrever no aplicativo oficial para o recebimento. Para esse caso, o dinheiro estará disponível em até 5 dias úteis.

SAIBA MAIS: Coronavoucher: App do auxílio emergencial é lançado pela Caixa (saiba como usar!)

Por fim, quem já é beneficiário do Bolsa Família irá receber os próximos pagamentos no valor de R$ 600,00 seguindo o calendário vigente do Programa. Os pagamentos acontecerão nos últimos 10 dias úteis de abril.

  • Quinta-feira (16):
    – 1.360.024 beneficiários do Bolsa Família cujo último dígito do NIS é igual a 1.
  • Sexta-feira (17):
    – 1.359.786 beneficiários do Bolsa Família cujo último dígito do NIS é igual a 2.

Segundo pagamento do “Coronavoucher”

A Caixa informou em coletiva de imprensa que a partir da segunda parcela do auxílio, também conhecido como “Coronavoucher” os pagamentos serão de acordo com o aniversário do beneficiário, confira o calendário:

Mês de Aniversário Data do Pagamento
Janeiro, Fevereiro e Março 27/04
Abril, Maio e Junho 28/04
Julho, Agosto e Setembro 29/04
Outubro, Novembro e Dezembro 30/04

 

É importante lembrar que isso não vale para os beneficiários do Bolsa Família, continuam recebendo segundo o calendário próprio.

Terceiro pagamento do Auxílio Emergencial

A terceira parcela do auxílio emergencial seguirá um calendário bem semelhante ao anterior, onde a data de nascimento de cada beneficiário definirá a data do depósito.

Confira a seguir quais serão as datas:

Mês de Aniversário Data do Pagamento
Janeiro, Fevereiro e Março 26/05
Abril, Maio e Junho 27/05
Julho, Agosto e Setembro 28/05
Outubro, Novembro e Dezembro 29/05

Novamente vale lembrar que os beneficiários do programa Bolsa Família também continuam no mesmo calendário que vale para os últimos 10 dias úteis do mês.

Como receber o Auxílio Emergencial do governo?

Para receber o auxílio de R$600,00 em combate a crise do coronavírus, veja o passo a passo abaixo:

Aplicativo do Auxílio Emergencial
Aplicativo do Auxílio Emergencial

Cuidado com aplicativos falsos (Golpes)!

Os trabalhadores informais que não se inscreveram no Cadastro Único e que não recebem Bolsa Família, devem fazer o pedido do benefício para ter direito.

Todo o processo pode é feito on-line, via aplicativo oficial do programa. Fique atento quanto à empresa por trás do aplicativo que irá baixar e fazer o cadastro.

Já existem versões falsas do programa e podem servir para roubar os dados de quem cair nesse tipo de golpe.

SAIBA MAIS: Procurando emprego? Conheça as profissões em alta durante crise do coronavírus

Confira sempre a empresa por trás do app na loja do seu sistema operacional, isso evita efetuar o cadastro em um site ou app que não seja da caixa.

Após a inscrição, se comprovado que se enquadra nos requisitos, o auxílio será depositado nos próximos 2 meses na conta do beneficiário.

A medida é mais uma maneira de incentivar os trabalhadores informais, microempreendedores e desempregados nesta crise. Essa população será a mais afetada com as medidas de quarentena e isolamento social, podendo ficar até mesmo sem a sua renda no período.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.3
Total de Votos: 10

Calendário Auxílio Emergencial 2020: Data dos próximos pagamentos

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Sandro Messa
Sandro Messa possui bacharelado em Ciências e Humanidades e Ciências Econômicas pela Universidade Federal do ABC (UFABC). No mercado de trabalho, tem passagem pelo Banco Mercantil do Brasil, como gerente de relacionamento. Atuou também como assessor de investimentos no Itaú Personnalité e na XP Investimentos. Atualmente, trabalha como Consultor Financeiro e dedica-se à redação do portal FDR.