Fim da liberação do BPC é anunciada junto com corte de R$ 25,9 bi prometido por governo

Liberado para dois grupos específicos de brasileiros, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) garante um pagamento no valor de R$ 1.412 para os seus beneficiários. No entanto, uma atualização nas regras de concessão do benefício deverão impactar diretamente os cidadãos brasileiros.

Fim da liberação do BPC é anunciada junto com corte de R$ 25,9 bi prometido por governo. (Imagem: FDR)

Concedido por meio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o BPC deverá fazer parte do pente-fino que será realizado pelo órgão. Segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o objetivo é de que o governo passe a economizar R$ 25,9 bilhões com a revisão de benefícios.

De acordo com a especialista do FDR, Laura Alvarenga, a economia irá afetar diretamente o processo de concessão de BPC. Isso porque, atualmente, o benefício também está sendo liberado para famílias que não fazem parte dos critérios definidos para o programa.

Entenda como funcionará o corte do BPC:

  • Em vigor desde 2020, uma portaria tem permitido a liberação do benefício para cidadãos que não fazem aprte do Cadastro Único;
  • Além disso, o benefício também tem sido liberado para cidadãos que não passaram pelo processo de comprovação de renda;
  • Com a atualização da norma, essas liberações deverão ser suspensas;
  • Dessa forma, o Governo Federal prevê a economia de recursos;
  • Isso porque a medida também possibilitará a revisão dos benefícios;
  • Assim, as famílias que estiverem fora dos critérios terão o pagamento suspenso;
  • A expectativa é de que sejam convocados mais de 900 mil beneficiários que não realizam a reavaliação do benefício há mais de quatro anos;
  • Também serão convocados os que não estão inscritos no CadÚnico do Governo Federal;
  • Atualmente, o BPC está sendo destinado para idosos com mais de 65 anos ou pessoas com deficiência;
  • Além disso, a família precisará comprovar que tem baixa renda e deverá estar inscrita no CadÚnico;
  • No caso das pessoas com deficiência, também existe a necessidade de passar por uma perícia médica do INSS.

Confira outras informações sobre a liberação do BPC neste link.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Danielle SantanaDanielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.