FGTS ganha novas regras com decisão do STF e surpreende trabalhadores CLT

O STF (Supremo Tribunal Federal) tomou uma decisão significativa na última quarta-feira (12), implementando novas regras para o rendimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Essa mudança inesperada impacta diretamente os trabalhadores contratados sob o regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), trazendo uma nova forma de correção dos saldos do FGTS.

FGTS ganha novas regras com decisão do STF e surpreende
trabalhadores CLT. (Imagem:  Jeane de Oliveira/ FDR)

A maior alteração é a adoção do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) como índice de correção dos saldos do FGTS, sempre que a inflação superar a taxa atualmente utilizada. Até agora, o FGTS rendia 3% ao ano mais a taxa referencial. Com a nova regra, o rendimento será ajustado de acordo com a inflação, garantindo que os saldos mantenham seu valor real em períodos de alta inflação.

A medida começará a valer assim que a ata do julgamento for publicada, e será aplicada retroativamente aos saldos existentes nas contas do FGTS.

A especialista Lila Cunha, colaboradora do FDR, explica mais sobre o FGTS, confira.

Impacto da decisão nos trabalhadores

A decisão do STF surpreendeu muitos trabalhadores, especialmente aqueles que dependem do FGTS como uma forma de segurança financeira. A correção pelo IPCA pode resultar em rendimentos mais altos em períodos de inflação elevada, beneficiando os trabalhadores ao garantir que seus saldos não percam valor real.

No entanto, é importante que os trabalhadores fiquem atentos às novas regras e verifiquem regularmente seus saldos e rendimentos para garantir que estão recebendo os valores corretos.

O que é o FGTS?

Criado em 1966, o FGTS é um benefício trabalhista destinado a proteger os trabalhadores demitidos sem justa causa. Todo empregador deve depositar mensalmente 8% do salário do empregado em uma conta vinculada ao contrato de trabalho. Esses valores são mantidos em contas individuais na Caixa Econômica. Assim, os recursos do FGTS podem ser utilizados pelos trabalhadores em diversas ocasiões, incluindo:

  • Demissão sem justa causa;
  • Aposentadoria;
  • Aquisição da casa própria;
  • Tratamento de doenças graves, como câncer ou AIDS.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Yasmin NascimentoYasmin Nascimento
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), com MBA em Digital Strategy também pela Unicap. Com sólida experiência em redação e gestão de redes sociais, a carreira de jornalista começou na redação do Diario de Pernambuco, indo desde estagiária até editora assistente, contribuindo com o conteúdo factual, as redes sociais do jornal e SEO. Além disso, também tem experiência como social media em agências, trabalhando com uma variedade de segmentos e marcas.