Novo cálculo para aprovação no Bolsa Família pode mudar a vida dos beneficiários

Quem busca ser contemplado pelo Bolsa Família, mas ainda não conseguiu aprovação por conta do limite de renda per capita, pode ser beneficiado em breve. Isso porque, um projeto de lei propõe mudanças na forma de cálculo, tornando o programa mais acessível. 

bolsa família
Novo cálculo para aprovação no Bolsa Família pode mudar a vida dos beneficiários
(Foto: Jeane de Oliveira/FDR)

A aprovação no Bolsa Família acontece para aqueles que têm renda familiar de no máximo R$ 218 por pessoa. Essas são pessoas consideradas pobres, e se vivem com renda inferior a esta se enquadram como pessoas extremamente pobres. Entendendo que necessitam de ajuda do governo.

Como é calculada a renda per capita para aprovação no Bolsa Família?

Além de estarem inscritas no Cadastro Único, a aprovação no Bolsa Família vai depender do limite de renda por pessoa. Este é um critério importante porque ajuda a selecionar quem realmente vive em situação de emergência social. 

O cálculo funciona da seguinte forma:

Exemplo: Tereza recebe rendimento de R$ 900 como faxineira. São seus dependentes: João de 6 anos que não tem rendimento, Joaquim de 4 anos que não tem rendimento e Joana de 1 ano que não tem rendimento. E sua mãe que vive com eles, mas não tem salário. 

A renda per capita desta família é de R$ 180,00 (900/5). Logo, eles têm direito de receber o Bolsa Família.

Não entram no cálculo de renda 

Mudanças no cálculo de renda per capita para o Bolsa Família

O projeto de lei 950/24, proposto pelo deputado Padovani (União-PR), está em análise pela Câmara dos Deputados. A ideia é que:

“Com a mudança, as famílias que ainda enfrentam dificuldades financeiras, mesmo com uma renda um pouco maior, não serão deixadas desamparadas”, disse o autor da proposta.

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile