Tem passagem aérea comprada para o RS? Veja o que fazer se está com viagem marcada

O Rio Grande do Sul é um estado conhecido por seus atrativos turísticos. Além disso, há quem visite o estado a trabalho ou estudo. Diante dos últimos acontecimentos, e com o fechamento do aeroporto, quem tem passagens aéreas para a região está perdido sobre o que fazer. 

passagem aérea
Tem passagem aérea comprada para o RS? Veja o que fazer se está com viagem marcada
(Foto: FDR)

A serra gaúcha é o grande destaque do turismo no Rio Grande do Sul. Mas, além de cidades como Gramado e Canela, há outros intuitos quando se procura por passagens para o estado. Como a própria capital Porto Alegre e o município de Caixas do Sul.

O principal agravante para quem pretende visitar a região, porém, tem sido o fechamento do aeroporto Salgado Filho na capital Porto Alegre. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) proibiu as companhias aéreas de comercializarem passagens com partida e destino para este aeroporto.

Embora seja um fato atípico, esta não é a primeira vez que um aeroporto é fechado. Na pandemia todos os aeroportos do país de voos nacionais ou internacionais foram totalmente fechados. O lockdown impediu que novas pessoas entrassem ao país, ou saissem dele. 

Especialistas em direito do consumidor acreditam que neste momento alguns dos comportamento que foram usados durante o fechamento pela Covid-19, deverão servir de inspiração agora. Lembrando que há formas de entrar no estado por via terrestre.

O que fazer se tem passagem aérea comprada para Porto Alegre?

A previsão é de que o aeroporto Salgado Filho fique fechado até setembro deste ano. O maior ponto de partida e chegada aérea do estado foi atingido pelas fortes chuvas no início de maio

As acomodações do aeroporto foram tomadas pela água que está baixando aos poucos. Só quando o acesso ao pátio e instalações for possível é que administração vai conseguir mensurar os prejuízos, que devem incluir perda de eletrônicos, documentos, dados e outros. 

Quem tinha uma passagem áerea já comprada para este local, e que por conta do fechamento até setembro não vai conseguir usufruir do bilhete, deve:

  • Entrar em contato com a companhia aérea e pedir troca do bilhete;
  • A companhia pode oferecer mudança no destino, remarcação da data ou cancelamento total da compra;
  • Quem solicitar reembolso deve estar ciente de que a devolução do dinheiro não deve acontecer de imediato, a fim de não prejudicar as finanças das companhias. 

“Se a gente lembrar, na pandemia, o prazo para remarcação foi 12 meses. Ninguém estabeleceu isso ainda em relação ao Rio Grande do Sul. Acho que o caso demanda uma cooperação para que ocorra o menor prejuízo possível para as partes envolvidas, disse o especialista em relações de consumo, Thiago Loyola, ao Globo. 

Remarcação em hóteis e agências de turismo

Além das passagens aéreas, quem havia comprado um pacote de turismo para a cidade de Porto Alegre ou outro município do estado deve estar atento as condições a partir de agora. Alguns locais precisarão de um tempo para conseguir voltar a atender a população.

A água precisa abaixar, os locais precisam ser limpos, os empreendimentos devem mensurar os seus prejuízos e aos poucos a “vida vai voltando ao normal”. É preciso ter a consciência de que esta tragédia não podia ser prevista, logo ninguém tem culpa pelo o que aconteceu. 

Diante disso, a recomendação é que:

  • Entre em contato com o hotel ou com a agência de turismo que seu pacote foi fechado;
  • Algumas cidades tiveram menos impactos do que outras, por isso, podem voltar a receber turistas antes do previsto;
  • A data pode ser remarcada;
  • O valor pago pode ser revertido em uma carta de crédito para hospedagem futura;
  • Nenhuma taxa adicional deve ser cobrada para remarcação da data, já que a desistência não é “culpa” do contratante. 

“A gente tem feito, inclusive, um pedido para quem já tem passagem comprada para visitar o nosso estado: não cancele, apenas remarque a viagem”, disse o secretário estadual de Turismo, Luiz Fernando Rodríguez Júnior.

Aeroporto Salgado Filho é a única forma de chegar ao Rio Grande do Sul?

Não! Quem precisa ir até o Rio Grande do Sul pode contar com os voos domésticos com destino as cidades de:

  • Caxias do Sul;
  • Passo Fundo;
  • Pelotas;
  • Santa Maria;
  • Santo Ângelo;
  • Uruguaiana.

A companhia aérea pode disponibilizar a troca do bilhete com destino a Porto Alegre para outro município gaúcho. 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com