Banco Central anuncia condições especiais para renegociação de dívidas para vítimas de enchentes no RS

Uma das medidas anunciadas pelo Banco Central permite a renegociação de dívidas para as vítimas de enchentes no RS (Rio Grande do Sul) até o final do ano, sem impacto na nota de crédito do devedor. O Conselho Monetário Nacional realizou uma reunião extraordinária e tomou decisões para flexibilizar normas, visando manter a oferta de crédito e reduzir os efeitos econômicos da tragédia no estado. 

Banco Central anuncia condições especiais para renegociação de dívidas para vítimas de enchentes no RS. Imagem: FDR

Essa iniciativa visa proporcionar alívio financeiro aos devedores e incentivar a recuperação econômica da região. As instituições financeiras estão autorizadas pelo Banco Central a não considerarem a renegociação de dívidas como “ativos problemáticos” devido às enchentes no RS, conforme comunicado oficial. 

Além disso, a classificação de risco das operações de crédito renegociadas entre 1º de maio e 31 de dezembro poderá ser mantida no nível registrado em 31 de março. Essas medidas visam aliviar o impacto financeiro dos devedores afetados e manter a estabilidade do sistema bancário.

Para evitar sobrecarga financeira nas instituições devido à renegociação de dívidas após as enchentes no RS, o Banco Central optou por não aumentar o provisionamento e a exigência de capital, aliviando a oferta de crédito. Essa medida visa manter a capacidade de recuperação econômica dos afetados pelo evento, garantindo uma resposta ágil às suas necessidades financeiras.

O Banco Central também anunciou uma medida de isenção do recolhimento compulsório de depósitos de poupança para instituições financeiras com mais de 10% de sua carteira de crédito em municípios em situação de calamidade pública. Essa isenção será válida por um ano, com liberação prevista para 27 de maio.

A estimativa é de uma liberação de R$ 8,3 bilhões, e a ação visa garantir a normalidade na intermediação financeira, mantendo a liquidez necessária para o funcionamento do sistema. Neste link eu te apresento as medidas sociais adotadas em prol das vítimas de enchentes no RS. Abaixo, você fica por dentro das demais ações do BC. Confira!

Iniciativas do BC para vítimas das enchentes no RS 

Para agilizar a liberação de indenizações do Proagro, serão utilizadas vistorias técnicas por sensoriamento remoto e dados paramétricos de produtividade municipal. Essa medida visa simplificar o processo e torná-lo mais eficiente.

O Proagro é um programa que assegura o pagamento de financiamentos agrícolas em caso de perdas na produção devido a fatores climáticos ou problemas sanitários não controláveis. A iniciativa do Banco Central visa facilitar a compensação financeira aos agricultores atingidos pelas inundações no Rio Grande do Sul. 

A região enfrenta não apenas danos na agricultura, mas também uma redução nas exportações do setor, afetando a economia local. O Conselho Monetário Nacional, composto pelos ministros da Fazenda e do Planejamento, além do presidente do Banco Central, tomou medidas para facilitar a renegociação de dívidas devido às chuvas no Rio Grande do Sul. 

A região enfrenta uma situação grave, com 147 mortes, 127 desaparecidos e 806 feridos em decorrência das enchentes. Diante da magnitude da tragédia, o governo federal propôs a suspensão da dívida do estado com a União por três anos, visando proporcionar um alívio financeiro de aproximadamente R$ 11 bilhões para auxiliar na reconstrução.

Laura AlvarengaLaura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.
Sair da versão mobile