Como funciona a divisão do pagamento do INSS para a primeira parcela do 13º salário? Entenda os descontos

O 13º salário do INSS começou a ser pago, trazendo alívio financeiro para muitos aposentados e pensionistas. A antecipação da primeira parcela é uma medida que também estimula a economia local, já que muitos beneficiários usam esse valor para pagar dívidas ou fazer compras.

Como funciona a divisão do pagamento do INSS para a primeira parcela do 13º salário? Entenda os descontos. Imagem: Jeane de Oliveira/FDR

Com o depósito da primeira parcela, aposentados e pensionistas têm um fôlego extra para equilibrar suas contas e investir em suas necessidades básicas. A antecipação do 13º salário do INSS proporciona um reforço financeiro importante para esses grupos.

O pagamento da primeira parcela do 13º salário do INSS começou no dia 2 de maio, com um calendário que vai até o dia 8, de acordo com o número final do CPF dos beneficiários. A medida não se limita a aposentados, abrangendo também pensionistas e outros grupos atendidos pelo INSS.

Para muitos, o adiantamento do abono natalino é fundamental para organizar suas finanças. Em um cenário de incerteza econômica, esse recurso adicional pode ser usado para cobrir despesas urgentes, proporcionando um respiro financeiro. Além disso, a antecipação do 13º salário do INSS estimula o consumo e movimenta a economia local.

Para saber sobre as datas e valores do 13º salário do INSS, os beneficiários podem usar a plataforma Meu INSS, que está disponível no site e em aplicativos móveis. Quem não tem acesso à internet pode obter informações ligando para o atendimento do INSS pelo número 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

O 13º salário do INSS não beneficia apenas aposentados e pensionistas, mas também estimula a economia como um todo. A antecipação desse pagamento pode impulsionar o comércio e os serviços, injetando recursos adicionais nos mercados locais e gerando um efeito positivo em vários setores.

Abaixo você tem a oportunidade de saber detalhes sobre a antecipação do abono natalino para os segurados da Previdência Social, além de entender o formato de pagamento deste bônus. Neste link eu te apresento o calendário completo do 13º salário do INSS. Continue acompanhando para saber!

Quem tem direito ao 13º salário do INSS?

O 13º salário do INSS é direcionado a aposentados, pensionistas e demais segurados que receberam algum tipo de benefício previdenciário. A exceção fica por conta dos cidadãos contemplados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Renda Mensal Vitalícia (RMV).

Em 2023, tiveram direito ao 13º salário os segurados e dependentes da Previdência Social que receberam:

  • Auxílio por incapacidade temporária;

  • Auxílio-acidente;

  • Aposentadoria;

  • Pensão por morte;

  • Auxílio-reclusão.

Qual grupo não será contemplado pelo 13º salário do INSS?

A lista de segurados do INSS que não recebem o 13º salário inclui os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada, como informado pela autarquia. O BPC, embora seja administrado pelo instituto, está ligado à Assistência Social, não à Previdência Social, e possui regras distintas dos benefícios previdenciários.

Diferentemente dos benefícios previdenciários, o BPC não requer contribuições ao INSS para ser concedido, o que justifica a exclusão do recebimento do 13º salário para seus beneficiários.

A mesma premissa é válida para a Renda Mensal Vitalícia (RMV). Entretanto, há Projetos de Lei em discussão que buscam possibilitar o pagamento do 13º salário do INSS aos beneficiários do BPC.

Formato de pagamento do 13º salário do INSS

  • O 13º salário será pago sempre em duas parcelas;

  • A primeira parcela será em agosto e a segunda em novembro;

  • Na primeira parcela serão pagos 50% do valor do benefício e na segunda o restante.

  • Datas de pagamento com base nas informações do Decreto 10.410, assim como pelo calendário de pagamentos do benefício mensal de 2023 já ter sido divulgado, já é possível identificar as datas de pagamento do 13º salário em 2023.

Cálculo do 13º salário do INSS 

Para calcular o 13º salário do INSS de alguém que trabalhou nove meses com um salário de R$ 3 mil, é necessário determinar o salário mensal, dividindo o salário anual por 12 meses. Observe o cálculo:

  • Salário mensal = Salário anual / 12 = R$ 3.000 / 12 = R$ 250;

  • Portanto, o salário mensal é de R$ 250;

  • Em seguida, multiplica-se esse valor pelo número de meses trabalhados, que é 9:

  • 13º salário = Salário mensal x Meses trabalhados = R$ 250 * 9 = R$ 2.250;

  • Assim, corrigindo o cálculo, podemos afirmar que a pessoa receberá R$ 2.250,00 de 13º salário por ter trabalhado 9 meses no ano.

Consulta de pagamento do 13º salário do INSS

Para acompanhar o pagamento, os beneficiários podem ligar para o número 135 do INSS ou acessar o site Meu INSS. Nessas plataformas, eles podem verificar todas as informações de pagamento e pendências de forma simples e direta.

Como em todos os anos, é essencial que todos os beneficiários estejam atentos às datas e instruções para o saque da primeira e segunda parcela do décimo terceiro.

Calendário do 13º salário do INSS 

Para quem ganha um salário mínimo:

  • Final 1 – pagamentos em 24/4 e 24/5;

  • Final 2 – pagamentos em 25/4 e 27/5;

  • Final 3 – pagamentos em 26/4 e 28/5;

  • Final 4 – pagamentos em 29/4 e 29/5;

  • Final 5 – pagamentos em 30/4 e 31/5;

  • Final 6 – pagamentos em 2/5 e 3/6;

  • Final 7 – pagamentos em 3/5 e 4/6;

  • Final 8 – pagamentos em 6/5 e 5/6;

  • Final 9 – pagamentos em 7/5 e 6/6;

  • Final 0 – pagamentos em 8/5 e 7/6.

Para quem recebe acima de 1 salário mínimo:

  • Final 1 e 6 – pagamentos em 2/5 e 3/6;

  • Final 2 e 7 – pagamentos em 3/5 e 4/6;

  • Final 3 e 8 – pagamentos em 6/5 e 5/6;

  • Final 4 e 9 – pagamentos em 7/5 e 6/6;

  • Final 5 e 0 – pagamentos em 8/5 e 7/6.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.