Novidades no calendário do 13º salário do INSS deixam os idosos inseguros

Alguns bancos já iniciaram a antecipação do 13º salário do INSS no mês de janeiro, apresentando um novo valor crucial para aposentados. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), focado em aposentados e trabalhadores registrados, emite comunicados para manter todos informados sobre as atualizações.

Novidades no calendário do 13º salário do INSS deixam os idosos inseguros
Novidades no calendário do 13º salário do INSS deixam os idosos inseguros. (Imagem/Montagem: FDR)

O canal ‘Drone Diário’ no YouTube, especializado em benefícios previdenciários, destacou que os aposentados e pensionistas podem antecipar até 100% do 13º salário do INSS de 2024 imediatamente, sem necessidade de anúncio formal. 

O adiantamento já considera o novo valor, com aumento de 6,97% para quem ganha salário mínimo e 3,71% para quem recebe acima de R$1.412. Após a aprovação da antecipação, o dinheiro é liberado, e o pagamento ao banco ocorrerá quando o governo disponibilizar a segunda parcela do 13º salário do INSS para todos os segurados. 

O especialista alertou para solicitar o adiantamento apenas em casos necessários, pois funciona como um empréstimo consignado pelas instituições financeiras.

Quem tem direito ao 13º salário do INSS?

O 13º salário do INSS é direcionado a aposentados, pensionistas e demais segurados que receberam algum tipo de benefício previdenciário a partir do mês de maio. A exceção fica por conta dos cidadãos contemplados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC) e Renda Mensal Vitalícia (RMV).

Formato de pagamento do 13º salário do INSS

  • O 13º salário será pago sempre em duas parcelas;
  • A primeira parcela será em agosto e a segunda em novembro;
  • Na primeira parcela serão pagos 50% do valor do benefício e na segunda o restante.
  • Datas de pagamento com base nas informações do Decreto 10.410, assim como pelo calendário de pagamentos do benefício mensal de 2023 já ter sido divulgado, já é possível identificar as datas de pagamento do 13º salário em 2023.

BPC pode receber 13º salário do INSS?

Os beneficiários do BPC, diferente da maioria dos segurados da previdência, não têm direito de receber abono do 13º  salário. De acordo com as regras do auxílio, os brasileiros cadastrados têm direito a depósitos mensais no valor equivalente ao do salário mínimo (R$ 1.320 em 2023).

13º salário será antecipado pela Caixa

Agora os clientes da Caixa Econômica Federal (CEF) têm a oportunidade de solicitar a antecipação do 13º salário. A aquisição desse valor extra pode ser usado para liquidar dívidas, adquirir itens necessários ou até mesmo realizar uma viagem dos sonhos. 

Para solicitar a antecipação do 13º salário, o cliente deve receber o salário diretamente em conta bancária junto à Caixa Econômica. O mesmo vale para os aposentados ou pensionistas do INSS

Tem direito o cidadão interessado na antecipação do 13º salário que possui conta de depósito com crédito salário na Caixa e tem pelo menos 12 meses de vínculo empregatício.

Aposentados e pensionistas permanentes do INSS com recebimento do benefício em uma conta de depósito na Caixa, também podem aproveitar a oportunidade de antecipação do 13º salário. Consulte as condições específicas para cada situação e garanta essa facilidade.

Você pode antecipar valores entre R$ 500 e R$ 20 mil, calculados com base na parcela líquida do seu 13º salário ou na sua capacidade de pagamento. A opção selecionada será aquela que apresentar o menor valor. 

O vencimento da operação coincide com a data do crédito da parcela antecipada do 13º salário, dentro do prazo máximo de 330 dias. O pagamento do montante antecipado ocorre na data de vencimento do contrato.

Para verificar a possibilidade de parcelamento do 13º salário junto à sua empresa/órgão/entidade/instituto, bem como a data de disponibilização do crédito, é recomendável realizar uma consulta prévia. Essa antecipação oferece flexibilidade e facilidade financeira.

Ao optar pela antecipação, você terá juros pré-fixados, determinados pela taxa em vigor no momento da contratação. Esses juros são somados ao valor principal e quitados no término do contrato. 

Além disso, é aplicado o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) no momento da contratação, conforme a legislação vigente. Essa modalidade proporciona clareza nas condições de pagamento, garantindo transparência e praticidade.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.